US - R$ 4,12

×

Contracheque de professores do AM aparece sem reajuste e gera revolta

A Secretaria de Educação (Seduc) informou que foi identificado um erro técnico na folha de pagamento e irá trabalhar para devida correção

O pagamento retroativo a data-base de 1º de março dos servidores da educação do Amazonas, está sendo motivo de discussão pela categoria que alega que o mesmo ainda não foi devidamente pago. O Projeto de Lei (PL) nº 293/2019 que determina o reajuste para a classe, de 4,73%, foi aprovado pelos deputados na Assembleia Legislativa do Estado (Aleam) no mês de maio.

Segundo o coordenador financeiro do Sindicato dos Professores e Pedagogos de Manaus (Asprom/Sindical), professor Albert Lambert, comunicou ao Amazonas1, a polêmica iniciou após um professor identificar um contra-cheque no sistema sem o devido reajuste salarial. “O Asprom/Sindical procurou a Seduc para obter mais informações e a Seduc informou que foi um equívoco da empresa que faz a correção no portal e que até amanhã, 17, o o sistema já estaria corrigido”, disse o coordenador que inteirou que a data do pagamento é na semana de 24 à 28 de junho.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam) informou ao Amazonas1 que a diretoria detectou a falta do retroativo ontem, 16, quando o contra-cheque já estava disponível e prontamente entrou em contato com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM). “A presidente do sindicato, Ana Cristina Rodrigues, entrou que contato com a Seduc-AM e informaram que foi identificado um erro na folha de pagamento. A secretaria disse ainda que vai trabalhar para as devidas correções e inclusão da reposição salarial”, disse o Sinteam que afirmou, também, que ficarão em alerta até que o contracheque seja corrigido e o pagamento seja feito.

(Carlos Bolívar/Amazonas1)

Nas redes sociais, professores questionam a Seduc sobre o pagamento dos retroativos e ameaçam nova greve. “Seduc Amazonas vamos ter que fazer greve de novo? Cadê o retroativo no contracheque do mês 6? A data base foi em março”, relata uma seguidora.

Nesta segunda-feira, 17, após a repercussão negativa entre os servidores e nas redes sociais, a Secretaria Educação informou, em nota, que um erro na havia sido identificado na folha de pagamento do mês de junho, que não incluiu o pagamento retroativo a março da data-base aos servidores da educação.

“No entanto, nesta segunda-feira (17/06), técnicos da Seduc-AM, em conjunto com profissionais da Processamento de Dados do Amazonas S/A (Prodam) e Secretaria de Estado de Administração e Gestão (Sead) irão trabalhar para a correção e inclusão da reposição salarial de 4,73% retroativa a março na folha de pagamento ainda deste mês”, diz a Seduc.

Veja a nota na íntegra da Seduc:

⚠ NOTA SEDUC ⚠A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM) informa que já havia sido identificado um erro na folha de…

Posted by Seduc Amazonas on Monday, June 17, 2019

 

 

 

Faça um comentário