Dez alunos de escola rural em Parintins são aprovados na Ufam

US - R$ 4,38

×

Dez alunos de escola rural em Parintins são aprovados na Ufam

O Ensino Mediado por Tecnologia da Escola Municipal Marcelino Henrique ficou com a maioria das aprovações de alunos no processo seletivo

Alunos estudam pelo programa Centro de Mídias da Seduc em parceria com o município de Parintins. Foto: divulgação

Uma escola localizada na comunidade rural Santa Rita da Valéria, em Parintins, conseguiu o maior quantitativo de aprovação do município no Processo Seletivo Contínuo (PSC), da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), cujo resultado foi divulgado na última quinta-feira, 16, as informações são  da gestora do Centro Mediado por Tecnologia de Parintins, professora Conceição Regina Andrade Batalha. 

Ao todo, foram aprovados dez alunos do Ensino Mediado por Tecnologia da Escola Municipal Marcelino Henrique. Cinco passaram em Engenharia Mecânica; dois em Design; um em Direito; um em Engenharia da Computação e um em Geografia.

Professora Conceição Regina coordena o Centro Mediado por tecnologia de Parintins. Foto: divulgação Seduc

Os alunos Paulo Vitor de Souza Oliveira, Keferson Moreira Ferreira, Nadson Xavier Silva, Wellinton Xavier Ferreira e Gilmara Xavier Lira, todos com 18 anos de idade, obtiveram aprovação em Engenharia Civil.

As estudantes Sileide Rodrigues de Souza e Lívia Jenifer Siqueira Fernandes, ambas também com 18 anos, conquistaram aprovação para o Curso de Design.

A aluna Deise Vieira de Souza, 18 anos, passou em Direito, enquanto Fredson Pantoja Farias, 19 anos, em Engenharia da Computação, e Geovana Ferreira Xavier, 18 anos, em Geografia.

“Em 2019, foi melhor, porque tivemos o olhar atencioso da nossa gestão que nos deu total apoio para as viagens até a cidade. O segredo desse sucesso é, sem dúvida nenhuma, a união entre o transporte escolar, a coordenação da escola, gestão do tecnológico e famílias. Esse foi o fator mais importante para conquistarmos esse resultado positivo”, revelou o professor José Colares, que é coordenador da escola.

A gestora do Ensino Mediado por Tecnologia de Parintins, Conceição Regina Andrade Batalha, ressaltou a importância da parceria com a Secretaria Municipal de Educação para o funcionamento das aulas, que foi essencial para o número inédito de aprovados.

“Sem os espaços cedidos pela Prefeitura de Parintins, nada disso seria possível. Esse é o resultado de um trabalho em equipe que iniciamos no ano passado. Demos condições para o deslocamento dos alunos para participarem das provas do vestibular, aqui na sede do município”, disse.

Segundo a professora, os alunos aprovados vão precisar, a partir de agora, do apoio das autoridades com a concessão de uma bolsa universitária para que tenham condições de concluírem a formação acadêmica na capital.

“Eles estão saindo das comunidades para uma nova fase e já deram retorno na educação. Todos são de famílias humildes e não têm as mesmas condições de vida como alguém da cidade, onde há maior estabilidade econômica”, explicou.

(*) Com informações do Portal Parintins24hs

Faça um comentário