US - R$ 4,16

×

Em Manaus, 117 escolas paralisam atividades nesta segunda


Nesta segunda-feira, professores de 117 escolas estaduais paralisaram as atividades na capital amazonense, de acordo com informações do Sindicato dos Professores e Pedagogos de Manaus (Asprom Sindical). O motivo é a insatisfação com o governador Amazonino Mendes (PDT), que não atendeu às revindicações da categoria. A maioria das escolas paralisadas nesta segunda-feira fica nas zonas norte e oeste de Manaus.

Professores de mais de 100 escolas paralisaram atividades

Professores pararam em várias partes da capital amazonense (Foto: Reprodução/Facebook)

De acordo com o coordenador financeiro do sindicato, o movimento partiu dos próprios professores. A greve, segundo ele, começa na próxima quinta-feira. “Estamos respeitando o prazo legal para iniciar a greve”, explicou.

Nesta segunda, a Asprom informou a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) sobre a greve.  “Os professores estão mostrando que a paralisação será total”, completou.

Sem reajuste salarial nos últimos cinco anos, os professores defendem um aumento de 35% no salário, além de outras demandas, como o auxílio alimentação para todos os servidores da Seduc e reajuste do mesmo em 100%.

O movimento também ganhou o interior do Estado, mas ainda não há informações oficiais do número de paralisações.

 

Faça um comentário