Mais de 40 mil estudantes do AM já realizaram reservas para o ano letivo

US - R$ 4,38

×

Mais de 40 mil estudantes do AM já realizaram reservas para o ano letivo

A Educação Infantil foi a modalidade de ensino mais procurada com mais de 10 mil reservas realizadas

João Guilherme (Bruno Pacheco/Amazonas1)

Até às 11h desta sexta-feira, 17, um total de 40.353 mil estudantes já realizaram reservas de vagas da Educação Infantil ao Fundamental e Médio, incluindo as modalidades Integral e Militar, nas redes públicas de ensino do Estado e de Manaus, segundo informações repassadas pelo diretor-presidente da empresa Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam), João Guilherme, durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira, 17, para divulgar o balanço das primeiras horas de matrículas. 

40.353 reservas efetuadas até às 11h do primeiro dia de matrículas (Bruno Pacheco/Amazonas1)

Os alunos que buscam uma vaga para o ano letivo de 2020, podem realizar as matrículas online através do site https://www.matriculas.am.gov.br/ e de forma presencial nas unidades de ensino. No entanto, para os responsáveis que efetuaram as reservas on-line, é preciso levar a documentação na escola para a confirmação da matrícula.

Os números foram divulgados pelas Secretarias de Educação Municipal (Semed) e Estadual (Seduc) e a empresa de Processamento de Dados do Amazonas (Prodam). A Educação Infantil foi a modalidade de ensino mais procurada com mais de 10 mil reservas realizadas nos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei).

Números das primeiras horas das matrículas (Bruno Pacheco/Amazonas1)

“Mesmo com esse total de reserva, a Semed ainda tem vaga disponível para Educação Infantil. Pode não ser na unidade de ensino na qual se deseja, mas a vaga existe. É importante que os pais garantam a vaga do seu filho e em outra oportunidade, aparecendo disponibilidade, solicitem uma transferência”, disse o subsecretário de Administração e Finanças da Semed, Thiago Sarubi.

As reservas de vagas ocorrem até a segunda-feira, 20, e a entrega de documentos para efetivação de matrículas até a próxima quinta-feira, 23, para quem realizar o procedimento no último dia.

Às 1h da madrugada, mais de 23 mil reservas foram realizadas (Bruno Pacheco/Amazonas1)

Para o ano letivo de 2020, a rede pública disponibilizou mais de 220 mil novas vagas, das quais 151.641 são da rede estadual e 68.850 da municipal. O cronograma apresentado é válido para todas as unidades públicas estaduais e municipais, inclusive para as escolas com a gestão da Polícia Militar do Amazonas.

Dados e demandas

Segundo o monitoramento técnico realizado pela Prodam, durante as primeiras horas em que o sistema esteve aberto, 82% dos procedimentos foram realizados por meio de celulares. Outra informação registrada é que mais de 72% das reservas foram realizadas por responsáveis do sexo feminino.

O diretor-presidente da Prodam, João Guilherme de Moraes Silva, informou que desde a abertura das reservas de vagas, em dezembro, já foram feitos 112.513 acessos. “Nesta última etapa da matrícula dos novos alunos, nos primeiros dez minutos após a liberação do sistema, tivemos 13.691 reservas e esse número foi aumentando até chegarmos a 29.144 reservas às 8h da manhã”, detalhou.

Ainda segundo João Guilherme, os investimentos em infraestrutura e modernização tecnológica garantiram o resultado positivo. “Para esta fase, a Prodam disponibilizou 25 servidores, que são máquinas virtuais capazes de processar, cada uma, mil requisições por segundo. Chegamos a ter quase 20 mil pessoas conectadas ao site e não tivemos nenhum registro de instabilidade”, declarou.

Irlanda Araújo (Bruno Pacheco/Amazonas1)

A coordenadora de matrículas da Seduc, Irlanda Araújo, ressaltou que as reservas de matrículas podem ser feitas em qualquer escola e que sem entrega de documentos não há efetivação da matrícula e a vaga é perdida.

“Após solicitar a reserva de vaga on-line ou presencial, o aluno tem até três dias úteis para comparecer à escola escolhida e confirmar a matrícula. Isso tem se dado de maneira regular. As grandes escolas têm um fluxo maior de atendimento, mas a própria escola faz a organização dividindo os alunos por série e colocando mais gente para efetivar essa confirmação de matrícula”, frisou.

 

(*) Com informações da assessoria

Faça um comentário