MP investiga prefeito de Benjamin Constant por uso de propaganda institucional em benefício próprio - Amazonas1
28 de janeiro de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

MP investiga prefeito de Benjamin Constant por uso de propaganda institucional em benefício próprio

A informação consta no Diário Oficial do MP, após o promotor de Justiça, Eric Nunes Novaes Machado, instaurar Inquérito Civil contra o prefeito David Bemerguy (MDB)

MP investiga prefeito de Benjamin Constant por uso de propaganda institucional em benefício próprio
Foto: Reprodução

Reeleito em Benjamin Constant nas eleições deste ano, o prefeito David Bemerguy (MDB) virou alvo do Ministério Público do Amazonas (MP-AM), por improbidade administrativa. Ele é suspeito de fazer uso indevido de propaganda institucional em benefício próprio.

A informação consta no Diário Oficial do MP, nessa quarta-feira (2), após o promotor de Justiça Eric Nunes Novaes Machado instaurar um Inquérito Civil para apurar a denúncia contra Bemerguy, que conseguiu se manter no cargo no último dia 15 de novembro, com quase 50% dos votos válidos.

Leia mais: Mais de 30 prefeitos conseguiram se reeleger no interior do Amazonas

Para abrir a investigação, Machado considerou a tramitação da Notícia de Fato nº161.2020.000033, na qual se apura a possível prática de improbidade administrativa por parte do prefeito devido ao uso  de propaganda veiculada pela Prefeitura de Benjamin Constant em pleno ano eleitoral.

Segundo a publicação, o promotor também considerou “a necessidade de apurar melhor os fatos para adoção das medidas cabíveis por parte deste Órgão Ministerial”.

Diante das alegações, ele determinou a expedição de requisição à Prefeitura  de Benjamin Constant para que apresente informações detalhadas sobre todas as veiculações de publicidade do órgão em plataformas, mídias e canais.

O promotor determinou, ainda, que seja encaminhado documentação referente aos gastos com publicidade no ano de 2020. O prefeito David Bemerguy terá o prazo de 10 dias para atender às solicitações.

‘Mimo’

Às vésperas das eleições municipais deste ano, David Bemerguy foi um dos prefeitos que ganharam um “selo de gestão pública” do presidente do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), conselheiro Mario de Mello, e aproveitaram o “mimo” para alavancar a propaganda de campanha.

Leia mais: Prefeitos já usam diploma do TCE para promover campanha de reeleição

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading