US - R$ 4,13

×

Queimadas na Amazônia ganham destaque na mídia internacional

'The New York Times', 'Le Monde’, 'CNN', ‘BBC News' falaram sobre o desmatamento e o aumento vertiginoso das queimadas na região.

Focos de queimadas na região estão causando preocupação em ambientalistas do mundo inteiro. (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

As queimadas que ocorrem na região Amazônica, nos últimos dias, tiveram repercussão internacional e foram destaque em grandes veículos da imprensa de diversas partes do mundo como CNN, The New York Times, ‘Le Monde’, BBC News e ‘Der Spiegel’.

O site do jornal americano ‘The New York Times’ destacou que “Os incêndios na Amazônia são tão grandes que a fumaça chegou a milhares de quilômetros de distância até a costa do Atlântico, de acordo com Organização Meteorológica Mundial”, relacionando a fumaça escura que cobriu a cidade de São Paulo na tarde de segunda-feira, 21. 

A mídia francesa, que também falou a respeito, alertou sobre o cuidado para quem está circulando fotos antigas de incêndios, “muitas vezes retransmitidas de boa fé, tornam-se virais. Mas eles não mostram exatamente a realidade” publicou o jornal ‘Le Monde’, relacionando as imagens impactantes que internautas estão compartilhando na internet sobre os incêndios. 

A CNN frisou em sua manchete “Amazônia brasileira está queimando a uma taxa recorde, diz centro de pesquisa” e incluiu  “Os incêndios estão atingindo uma taxa recorde na floresta amazônica do Brasil, e cientistas alertam que isso poderia causar um golpe devastador na luta contra a mudança climática.” 

Veículo da mídia inglesa também publicou os posicionamentos do Presidente Jair Bolsonaro, em relação aos incêndios ocorridos. A ‘BBC News’ destacou que “Presidente do Brasil culpa ONGs por incêndios florestais na Amazônia”, sem apresentar provas o discurso de Bolsonaro diz que Organizações Não governamentais querem  “chamar atenção” contra o governo do Brasil.

Sua gestão retirou dinheiro que era repassado para ONGs, o que poderia justificar uma reação das instituições, segundo Bolsonaro.

Na Alemanhã ‘Der Spiegel’, também destacou a acusação de Bolsonaro à ambientalistas de ‘incêndio criminoso’, motivados a retiradas de recursos das ONG’s.

Dados do Inpe

De acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), a Amazônia concentra 52,5% dos focos de incêndios no país este ano, o número de queimadas aumentou 82% em relação ao mesmo período de 2018.

Faça um comentário