US - R$ 3,86

×

‘Quem ataca ZFM, não entende nada de economia’, diz Haddad

Após visitar a fábrica Moto Honda da Amazônia, Fernando Haddad discursou em favor dos incentivos fiscais e defendeu Zona Franca de Manaus


Fernando Haddad visitou na manhã desta quinta-feira, 23, a Moto Honda da Amazônia e discursou para apoiadores falando dos ataques que a Zona Franca de Manaus vem recebendo nos últimos anos. Segundo ele, o custo de logística para trazer componentes para Manaus é grande e não existe outra saída que não seja através dos incentivos fiscais. 

Ex-candidato à presidência falou sobre incentivos em Manaus(Reprodução)

Em seu relato,  Haddad também afirmou que se o Presidente Bolsonaro pode estar acabando com o desenvolvimento da Amazônia se insistir em interromper os incentivos da ZFM. O ex-candidato à presidência destacou ainda que se os incentivos não forem estimulados, o Estado deverá gerar pobreza ao invés de gerar riqueza como sempre fez ao longo de décadas.

“Quem ataca Zona Franca, não entende nada de economia […]. Eu acabei de vir da fábrica da Honda, aquilo era impossível, impossível sem incentivos fiscais. Sem Zona Franca não vai ter não ter empregos industriais e essa é uma das regiões mais industrializadas do país em função desses incentivos”, afirmou.

Meio ambiente, geração de emprego e educação são as pautas que trouxeram Haddad até a Região Norte. Ele e sua equipe seguiram para caravana rumo ao encontro das águas.

 

Ministro de Bolsonaro diz que não vai “ferrar” o Brasil por ZFM

Em abril deste ano, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou em uma entrevista à Globonews que não ia “ferrar” o Brasil para defender os interesses econômicos de Manaus.

Em resposta a uma pergunta da jornalista, Miriam Leitão o ministro falou sobre a proposta do Governo Federal em criar  o Imposto de Valor Agregado (IVA), objetivando a junção dos quatro impostos que existem no Brasil e a eliminação do IPI que é uma das vantagens da Zona Franca de Manaus.

“Agora quer dizer que o Brasil não pode mais ficar eficiente, porque tem que manter a ZFM? Quer dizer que eu tenho que deixar o Brasil bem ferrado, bem desarrumado, porquê se não, não tem vantagem para Manaus?”, disse Guedes.

 

Haddad na caravana #LulaLivre, em barqueata no Rio Negro, rumo ao encontro das águas. #Brasil #Amazônia #MeioAmbiente

Posted by Fernando Haddad on Thursday, May 23, 2019

Faça um comentário