MENU
logo-amazonasum

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Aos prantos, Bolsonaro questiona mortes por covid-19 no Brasil

Bolsonaro ainda defendeu o tratamento precoce, questionou a eficácia das vacinas e afirmou que houve fraude nas eleições de 2018
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 10 de junho de 2021 – 09:49
Foto: Alan Santos / Presidência

ANÁPOLIS, GO – Em culto evangélico nesta quarta-feira (9), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a questionar o número de mortes por Covid-19 no Brasil. O parlamentar já havia compartilhado essa informação, porém, foi desmentido pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

O presidente chorou durante o discurso na igreja evangélica e, sem provas, afirmou que o Brasil foi o país com o menor número de mortos pelo novo coronavírus. “Se nós retirarmos as possíveis fraudes, nós vamos ter em 2020 o país como aquele com menor número de mortos por milhão de habitantes por causa da covid”, contou.

Leia mais: Pesquisa mostra Bolsonaro e Lula empatados no 1° turno

Ainda na igreja, o presidente defendeu o tratamento precoce para a covid-19. Ele explicou que os medicamentos sem eficácia comprovada foram os responsáveis pelo baixo número de mortes no Brasil. Bolsonaro ainda afirmou que a prova maior do tratamento seria ele, que fez o uso dos medicamentos quando testou positivo para o novo coronavírus.

“Aí vem o mais importante: que milagre é esse? O tratamento precoce. Quem aqui tomou hidroxicloroquina levanta o braço, por favor. Querem prova maior do que isso? Eu tomei hidroxicloroquina, outros tomaram ivermectina. Outros estão tomando a proxalotamida”, disse o presidente do Brasil.

Vacinas sem eficácia

Além disso, o presidente Bolsonaro ainda questionou a eficácia das vacinas contra covid-19. Ele se argumentou que, se o tratamento não tem eficácia comprovada contra a doença, as vacinas também não teriam.

“E eu pergunto: a vacina tem comprovação científica ou está em estado experimental ainda? Está [em estado] experimental. E eu pergunto? Nunca vi ninguém morrer por tomar hcq, em especial na região amazônica. Por que não investir nisso? Por que é barato? Interessa viver em cima de mortes para se ganhar mais recursos?”, contestou.

Leia mais: Doria diz que Bolsonaro será multado se fizer motociata sem máscara

Fraude nas eleições

Mesmo vencendo as eleições de 2018, o presidente Bolsonaro duvidou dos resultados. Para ele, houve fraude nas eleições do Brasil, o que nunca houve comprovação.

O governo já pediu informações sobre as eleições por meio da Lei de Acesso à Informação, porém, não foi possível comprovar a suposta fraude. Vale ressaltar que desde o uso integral de urnas eletrônicas, o Brasil não registra fraude desde os anos 2000.

(*) Com informações do Uol

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap