Autismo e Respeito (?) | Ricardo Gomes | Amazonas1

US - R$ 4,19

×

Autismo e Respeito (?)

Hoje, 02 de Abril, é dia da Conscientização sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA), e a grande maioria dos 99% da população mundial, não os percebe durante os outros 364 dias do ano…aquele 1% tem o prazer de se reeducar e se humanizar com eles.
A data foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2007, e deveria fazer mais sentido, pois segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), aproximadamente 1% da população mundial, boa parcela sem diagnóstico nem tratamento, é acometido pelo Autismo, ou seja, só no Amazonas são cerca de 40 à 45 mil pessoas, (seguramente, perto de 20.000 só na capital), são Autistas, mas, apesar de existirem Leis e OBRIGAÇÕES específicas, no plano Federal, Estsdual e Municipal, não há atendimento adequado para 10% do número total de portadores da TEA em todo Amazonas.
Por que ? A lista é grande, falta o básico: não um SENSO (nem dos Autistas, nem das Pessoas com Deficiência), nem o Governo do Estado, nem Manaus, e muito menos qualquer cidade do AM tem qualquer base de dados concreta sobre os Autistas; não há políticas públicas (Verdadeiras); o Orçamento é pífio; falta Planejamento; falta Gestão; faltam medicamentos básicos; faltam locais adequados (Centro Especializado em Reabilitação – CER); falta mão de obra especializada de todo tipo, etc, etc, e, acima de tudo: falta SENSIBILIDADE, nos nossos Políticos, e principalmente nos ditos “Órgãos de Fiscalização e Cobtrole”, que não exigem o cumprimento às Leis vigentes, que há anos prevêem DIREITOS específicos aos Autistas, principalmente na SAÚDE e na EDUCAÇÃO.
Não, esse artigo, simples, não é um lamento, uma lamúria, é, sem apontar nomes, especificamente, nesse dia de CONSCIENTIZAÇÃO, uma constatação óbvia: 2019=2018, ou seja :
Nada Planejado, nada feito, nada há ser comemorado, mas nada pode ser esquecido nem silenciado, nem agora, e, menos ainda, ano que vem, 2020, quando 62 municípios precisam escolher Vereadores e Prefeitos, já que moramos em Cidades, várias delas, cenográficas, no caso dos Autistas, quando muito, nas cidades, há um CRAS, quase sempre pilotado pelas inábeis esposas de prefeitos, ou uma APAE, que, regra geral, nada tem a oferecer, do tratamento recomendado aos portadores da TEA.
Creio, em resumo, que esse 02 de Abril, precisa mesmo ser alimentado com o que só depende de cada um, tenha ou não um AUTISTA, em sua casa: CONSCIENTIZAÇÃO.
Óbvio que há uma lista enorme de Pessoas com Deficiências (PCD), de diversos tipos, mas, 02/04, de maneira especial, precisa e merece reflexão e atitude por esses Azuis, que basicamente vivem num “infinito particular“, e, por dentro, creio eu, provavelmente, esperam e até torcem, que alguém (melhor alguns) fale, muito alto, em nome deles, que nunca saberão reivindicar ou lutar pelo que precisam.
Faça um comentário