US - R$ 3,93

×

O pior candidato eleitoral para 2020


O Processo Eleitoral Municipal de 2020 promete ser um dos piores da nossa história democrática, à julgar pelos (maus) acontecimentos das Eleições de 2018, que agora, aos poucos (alguns) começam a vir à tona.
O país inteiro viu o efeito devastador de alguns fatores, que, há pouco tempo atrás, não eram tão significativos, mas que, na última eleição se mostraram essenciais, e, para 2020, com certeza, serão o carro chefe do Processo Eleitoral :
  • Redes Sociais sem limites claros e definitivos, sobre o que é ou não permitido / proibido, e muito mal regulamentada;
  • Propaganda depreciativa predominando a cena, em alguns casos, até mais que a propaganda eleitoral informativa/propositiva;
  • População tonta, por que, na prática, não existe mais “Horário da propaganda eleitoral”, pois ela, de todas as formas, chega diretamente ao eleitor 24 horas por dia;
  • Prestação de contas sem regras claras, com laranjas e falcatruas, por todos os lados;
  • Doadores de campanha fictícios; e
  • Justiça Eleitoral perdida, ainda atuando com base no modelo anterior, absolutamente defasado em todos os sentidos, principalmente na Legislação, no tocante à tecnologia .
O mais grave é que teremos Registro de Candidatura daqui há um ano, e, por conta de pautas tidas como prioritárias, não há se quer movimento no Congresso Nacional, lá pelas bandas do Parlamento, sobre qualquer Projeto que coloque ordem nessa torre de babel eleitoral, e, pelo visto, tudo indica que: teremos as piores eleições municipais que possamos imaginar.
Ao menos no tocante à “propaganda” eleitoral (Positiva e Negativa) as Eleições 2020 já começaram, ora com auto-promoção desse ou daquele candidato, e os que estão no Poder já usam a máquina pública sem cerimônia alguma, ora com “enquetes e pesquisas”, que visam a manipular os eleitores, e, na maioria dos casos com ataques pessoais aos futuros candidatos, feitos por Blogs e Portais, quase sempre com motivações financeiras, que invadem a vida privada, a honra e a intimidade, para desidratar futuras candidaturas .
É evidente que, já nesse momento, todo esse cenário é muito claro, facilmente detectável e precisa da percepção do Ministério Público Eleitoral, principalmente no interior, onde Prefeitos já estão fazendo reuniões, alianças e já já vão começar a dar emprego em troca de futuros votos, com Processos Seletivos (PSS) falsos, tornando a competição eleitoral injusta, desleal e cometendo todo tipo de ilegalidade possível, com chamado “uso da máquina “
Nada obsta que, também, em Paralelo, os Representantes dos Partidos Políticos e mesmo os Cidadãos, ao detectarem condutas ilegais que antecipam e/ou fraudam o processo eleitoral, se reportem ao Ministério Público para Ajuizamento das devidas Ações no intuito de preservar a lisura e o equilíbrio da disputa Eleitoral .
Os que pretendem qualquer posição de candidatura eleitoral em 2020, e já se insinuam dentro da ilegalidade, da leviandade e da baixaria sorrateira, sempre covarde e vulgar, precisam ser adequadamente vistos pela população como indignos do Voto, pois já se demonstram claramente desonestos e aptos à qualquer ilegalidade, na velha estratégia de que “os fins justificam os meios”, e não é essa a postura que o Cidadão quer ver naquele que será merecedor da sua confiança para Gerenciar sua cidade .
Definitivamente é preciso entender que há momentos para o candidato ser Político, que é aquele do Processo Eleitoral oficial, no calendário do TSE, mas, quem realmente vai “tocar o barco”, não será o Político, mas sim o GESTOR; e aí entra outra questão:
como será entregar a chave dos cofres públicos à uma pessoa que, desde antes da votação : conspira, fomenta a mentira, compete com deslealdade e não respeita a Legislação Eleitoral e a Constituição Federal ? 
Seria como entregar a chave da sua casa (sua Cidade), ao pior Candidato, desleal, carrasco da ilegalidade, vazio de propostas verdadeiramente possíveis, incompetente Administrativamente e inapto para ver e gerenciar as necessidades básicas de milhares de famílias, principalmente nos subúrbios das capitais e nos interiores do nosso estado.
Bom mesmo é enxergar claramente o perfil do Melhor Candidato
Cidadão que, com ética, lealdade e respeito aos que concorrerão em 2020, já analisou e estuda com profundidade à sua cidade, ouve seus conterrâneos, com respeito, mapeando as demandas, e, com capacidade técnica, de uma boa formação acadêmica, avalia o cenário financeiro real, e, dimensiona, por áreas de atuação, com metas de curto, médio e longo prazo, o que fazer e como fazer, sem lorotas, com Projetos Exequíveis, e, sem deixar de pensar sempre no plural, ou seja, em toda a cidade e não apenas na área urbana; em todas as pessoas e não apenas em seus familiares, amigos e eleitores, mas em todos os munícipes.
Já está provado que, com a automatização de varias atividades, nenhum município precisa de folhas inchadas, afinal, Prefeituras não são (ou não deveriam ser) cabides de empregosPrefeitos Modernos e capacitados irão focar em repensar as cidades, potencializando suas vocações econômicas através de Parcerias com o Governo Estadual e Federal, através de Emendas, Projetos e melhoria da arrecadação tributária municipal, gerando assim mais postos de trabalho e circulação de riquezas nas suas cidades.
A era do “Coronelismo assistencialista”, já acabou, por diversos fatores, como :
a prestação de contas muito mais rigorosa e virtual, a evolução das Auditorias dos Tribunais de Contas, que deverá reprovar as contas dos convênios e repasses da esmagadora maioria dos prefeitos atuais, ora por falta de assessorias competentes e permanentemente atualizadas, ora pela própria desonestidade de suas gestões.
Estamos definitivamente e de forma irreversível, num novo tempo, e, se em alguns municípios, ainda ocorreu, de forma total, isso será ajustado ainda neste ano .
Faça um comentário