Para fugir de assalto, passageiros pulam de ônibus em movimento no RJ

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

1 de outubro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Para fugir de assalto, passageiros pulam de ônibus em movimento no RJ

O coletivo fazia o trajeto na região central da cidade e foi abordado por suspeitos. As pessoas que pularam do veículo em movimento se acidentaram na queda.

Para fugir de assalto, passageiros pulam de ônibus em movimento no RJ

Passageiros de um ônibus que circulava pelo bairro de Pilares, na zona norte do Rio, pularam do veículo em movimento para tentar escapar de um assalto. O coletivo fazia o trajeto entre o Castelo, na região central da cidade, e o bairro de Acari, na zona norte, e foi abordado por suspeitos por volta das 19h de sexta-feira (17). 

As cinco pessoas que pularam se acidentaram na queda, uma delas morreu. Em nota, a Polícia Militar disse que policiais do batalhão responsável pela região do Méier, bairro próximo de Pilares, foram comunicados por pessoas da tentativa de assalto ao ônibus nas proximidades da rua Moacir de Almeida.

Quando souberam da queda das vítimas, acionaram o Corpo de Bombeiros, que encaminhou as pessoas ao Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier. Os policiais foram informados no local que uma das vítimas havia batido a cabeça no chão após pular do ônibus e não teria resistido.

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou que Tânia da Conceição Mota chegou morta à unidade de saúde. As outras pessoas foram atendidas e já tiveram alta.

A Polícia Militar disse que fez buscas pelos suspeitos do assalto na região, mas que eles fugiram.

Segundo dados do Instituto de Segurança Pública, foram registradas, de janeiro a novembro de 2019, 78 ocorrências de roubo a coletivo na região de Pilares, que também engloba os bairros de Abolição, Encantado e Piedade, integralmente, e Água Santa e Engenho de Dentro, parcialmente.

O número é 11% menor do que os 88 casos registrados no mesmo período em 2018.

(*Com informações da Folhapress)

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading