Após pedir abertura de igrejas, deputado quer 20% no salário de servidores da saúde

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

6 de julho de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Após pedir abertura de igrejas, deputado pede bônus de 20% no salário de servidores da saúde

Deputado evangélico Dr. Gomes (PSC) diz que médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde estão numa guerra

Após pedir abertura de igrejas, deputado pede bônus de 20% no salário de servidores da saúde
Foto: Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM)

Forte lobista pela abertura de templos e igrejas na flexibilização do isolamento social no Amazonas, o deputado evangélico Dr. Gomes (PSC), agora quer dar um bônus de 20% no salário de médicos e enfermeiros “e outros profissionais de saúde” que estejam trabalhando por conta da pandemia de covid-19.

Leia mais: Bancada evangélica pressiona e garante volta de igrejas e templos

Chama atenção a preocupação com o “isolamento espacial” como argumento utilizado por Dr. Gomes para justificar o Projeto de Lei nº 231/2020.

“A maior prioridade das autoridades e da sociedade em geral deve ser com a saúde da população, o que por ora significa, manter um rígido isolamento espacial”.

Despesa

No terceiro dia de tramitação na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), o projeto de lei determina, sem dizer de onde será retirado o dinheiro para ser aplicado, a criação pelo Governo do Amazonas do “Adicional de insalubridade Extraordinário do combate ao coronavírus”.

“Fixa o valor de 20% (vinte por cento) do vencimento base dos Servidores da Saúde contemplados no artigo anterior, como adicional de Insalubridade Extraordinário do Combate à covid-19, pago de acordo com o início do Decreto do Governo do Estado”, diz o artigo 2º da proposta.

A expectativa é que o projeto seja colocado na pauta de votação desta quarta-feira ,2, da Assembleia.

Leia aqui a íntegra do projeto de lei.

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias