Bolsonaro recua e desmente Guedes: 'aumento no preço da cerveja, não'

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

2 de julho de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Bolsonaro recua e desmente Guedes: ‘aumento no preço da cerveja, não’

Presidente disse que não pode mais aumentar a carga tributária do Brasil.

Bolsonaro recua e desmente Guedes: ‘aumento no preço da cerveja, não’

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) recurou e desmentiu o ministro da Economia Paulo Guedes sobre qualquer tributação aos produtos do “pecado”: cigarro, armas, produtos açucarados e bebidas alcóolicas. “Ô Paulo Guedes, eu te sigo 99%, mas aumento no preço da cerveja, não”, afirmou o presidente em Déli, na Índia, onde ficará até domingo, 26.

Na tarde de quinta-feira, 23, Guedes afirmou em Davos que pediu ao grupo responsável pela reforma tributária que faça simulações para reagrupar numa mesma categoria tributária todos os produtos que possam ser prejudiciais à saúde.

Leia mais em: ‘Imposto sobre pecados’ inclui cigarro, bebidas e armas, diz Guedes 

Bolsonaro, no entanto, afirmou que não haverá tributação nem sobre álcool, nem sobre os outros produtos que são prejudiciais à saúdem. “Não tem como aumentar a carga tributária, todo mundo consome algo de açúcar”, afirmou.

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias