Ministro Celso de Mello pede apreensão do celular de Bolsonaro

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

28 de setembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Ministro Celso de Mello pede apreensão do celular de Bolsonaro

Ministro ressaltou ser dever jurídico do Estado promover a apuração da “autoria e da materialidade dos fatos delituosos

Ministro Celso de Mello pede apreensão do celular de Bolsonaro
Reprodução: Ig/ Foto: Carlos Moura/SCO/STF

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu à Procuradoria-Geral da República (PGR) a apreensão dos celulares do presidente e do filho, o vereador Carlos Bolsonaro.

Em despachos nesta quinta-feira,21, o decano da Corte enviou para a PGR três notícias-crimes apresentadas por partidos e parlamentares sobre possíveis desdobramentos na investigação sobre a suposta interferência do presidente Bolsonaro na PF.

No documento, o ministro ressaltou ser dever jurídico do Estado promover a apuração da “autoria e da materialidade dos fatos delituosos narrados por ‘qualquer pessoa do povo’”.

“A indisponibilidade da pretensão investigatória do Estado impede, pois, que os órgãos públicos competentes ignorem aquilo que se aponta na “notitia criminis”, motivo pelo qual se torna imprescindível a apuração dos fatos delatados, quaisquer que possam ser as pessoas alegadamente envolvidas, ainda que se trate de alguém investido de autoridade na hierarquia da República, independentemente do Poder (Legislativo, Executivo ou Judiciário) a que tal agente se ache vinculado”, escreveu o ministro do STF.

 

Vídeo

 

Ministro ainda deve definir sobre o veto ou a liberação do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril, que segundo Sérgio Moro seria a prova da interferência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal,

 

(*) Com informações da Forum

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading