Dinastia da Família Lins se multiplica nos Poderes Públicos do AM - Amazonas1
21 de janeiro de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Dinastia da Família Lins se multiplica nos Poderes Públicos do AM

A expansão mais recente da Família Lins foi com a eleição de Yomara Lins (PRTB) para o cargo de vereadora na Câmara de Manaus

Dinastia da Família Lins se multiplica nos Poderes Públicos do AM
Foto: Reprodução

A dinastia da família Lins de Albuquerque está cada vez mais forte no Amazonas, com seus membros ocupando o Legislativo, Judiciário e mostrando força no setor empresarial. A expansão mais recente da família foi com a eleição de Yomara Lins (PRTB) para o cargo de vereadora, em Manaus.

Yomara é sobrinha de outros dois políticos com grande influência no Estado, o deputado federal Átila Lins (PP) e o deputado estadual Belarmino Lins (PP). Além deles, a conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), Yara Lins, é mais uma das sobrinha dos políticos com forte influência. Yara já foi presidente do TCE e está lá como conselheira até a aposentadoria.

Yomara Lins foi eleita vereadora de Manaus

Ainda se tratando de Yara Lins, além dos tios no Legislativo, ela tem o filho Fausto Junior (PRTB) como deputado estadual. Ele foi eleito para o cargo em 2018, sob forte lobby da mãe junto aos prefeitos à época.

Deputado Fausto Junior e a mãe, conselheira do TCE, Yara Lins

De quebra a Família Lins também tem um membro no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) com a cadeira do desembargador Jorge Lins, primo de Átila e Belarmino.

Desembargador Jorge Lins, do TJ-AM

Em um intervalo de dois anos, a família teve dois membros sendo eleitos para cargos no Legislativo Estadual e Municipal.

Tentativa de ocupar a Prefeitura de Manaus

A ambição da Família Lins foi ainda maior nas eleições municipais deste ano. Pela primeira vez, um membro da dinastia foi candidato a vice-prefeito em Manaus. George Lins (PP), que é filho de Belarmino Lins, foi candidato para o cargo de vice ao lado do deputado Ricardo Nicolau (PSD).

Os irmãos Átila e Belarmino Lins, atuais donos do PP, junto com o deputado Ricardo Nicolau e George Lins.

O objetivo de chegar ao 2º turno do pleito não foi alcançado pela família, mesmo com o Partido Progressistas (PP), que agora é comandado pelos deputados Átila e Belarmino Lins, injetando R$ 409 mil na campanha de Nicolau e George.

Acabou que a chapa dos dois ficou na quarta posição no 1º turno, com 118.289 votos recebidos.

Poder dos Lins no interior

Se a dinastia não obteve sucesso no sonho de colocar um de seus membros na Prefeitura de Manaus, no interior do Estado o PP conseguiu fazer oito prefeitos.

O PP só não elegeu mais prefeitos do que o PSC, do governador Wilson Lima, e o MDB, do senador Eduardo Braga: que fizeram 13 prefeitos.

A importância de ter o controle de muitas prefeituras no interior tem como alvo a eleição para o governo do Amazonas em 2022. Com este cenário favorável, os irmãos Lins possuem poder de barganha na hora de formar alianças.

Átila e Belarmino Lins, aliás, têm grande força no interior do Estado, sendo taxados de verdadeiros coronéis, com status de governador em alguns municípios.

‘De olho na Assembleia’

Atualmente os irmãos Lins, principalmente Belarmino, estão bem próximos do governador Wilson Lima. Essa parceria e mais a influência do PP no interior faz com que a Família Lins ganhe poder na indicação do futuro candidato a vice na chapa de Wilson, já que o atual vice-governador, Carlos Almeida, está em litígio.

Essa parceria, por sinal, já pode dar frutos no final deste ano, com a eleição para o novo presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). O deputado Belarmino Lins é cotado para assumir o posto sob as bençãos de Wilson Lima.

Em recente declaração para o Portal AM1, Belão disse que sente “rajadas de vento” em sua direção que podem “abençoar sua candidatura”, o tornando favorito da base aliada do governo na Aleam para assumir novamente o cargo de presidente.

Poder empresarial

Um dos irmãos Lins que não dedicou a vida para a política ou no Judiciário é Wellington Lins, dono do Grupo Fametro. A rede empresarial focada na área educacional vem expandindo seus negócios, com enorme demonstração de poder aquisitivo nos últimos anos.

Wellington Lins, dono do Grupo Fametro.

A Faculdade Fametro é um exemplo, com empreendimento imponente e com várias unidades ao longo das avenidas Constantino Nery e Djalma Batista, na zona Centro-Sul de Manaus. O crescimento da rede é ainda mais notado com as compras recentes realizadas pelo grupo, com arremates de empreendimentos históricos na cidade.

A primeira aquisição milionária de Wellington Lins, através do Grupo Fametro, foi a compra da Santa Casa de Misericórdia. A empresa adquiriu o prédio histórico no ano passado, por R$ 9 milhões. A intenção é tornar o local um hospital universitário do grupo.

A última compra, que também ganhou destaque da população manauara, foi a aquisição do Tropical Hotel, por R$ 91 milhões. O arremate do prédio aconteceu no último dia 11 deste mês. O local deve ser restaurado pelo grupo e voltar a funcionar como um resort para fomentar o turismo local.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading