Empresário que denunciou cobrança de propina no governo tem contrato prorrogado

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

14 de julho de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Empresário que denunciou cobrança de propina no governo tem contrato prorrogado

Além de alugar veículos para o transporte escolar à Secretaria de Educação, a Dantas Transporte também aluga carro para a Imprensa Oficial do Estado

Empresário que denunciou cobrança de propina no governo tem contrato prorrogado
Ao comparecer na Assembleia Legislativa, empresário Francisco Dantas saiu sem falar com a imprensa (Foto: Amazonas1)

Extrato do primeiro termo aditivo ao contrato nº 004/2018, entre o governo do Amazonas e a Dantas Transportes e Instalações Ltda. foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), na edição do dia 13 de novembro.

O contrato que atende a Imprensa Oficial do Estado na locação de um veículo tipo pick-up foi firmado em outubro de 2018, por meio de licitação na modalidade pregão eletrônico e, como venceu em 23 de outubro deste ano, o governo prorrogou por mais 12 meses, até 23 de outubro de 2020.

Na publicação não fala o valor global do contrato aditivado, mas, conforme o Portal da Transparência, o valor total do contrato firmado em 2018 foi de R$ 57 mil, sendo um aluguel mensal de R$ 4.750 do veículo.

A Dantas Transportes já possui outros contratos com o governo, sendo a Secretaria de Estado da Educação e Desporto (Seduc) uma das maiores clientes, em que fornece transporte escolar para unidades da capital e interior.

Em agosto deste ano, o proprietário da empresa, Francisco Dantas, denunciou ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) um esquema de propina do qual se dizia vítima, em que tinha que pagar “mensalinhos” a políticos para poder manter seus contratos, feitos sem licitação, junto a Seduc.

Convocado pelos deputados estaduais para esclarecer a denúncia, o empresário negou suas declarações em reunião fechada com os parlamentares.

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias