US - R$ 3,83

×

Hissa Abrahão reaparece barbado ao lado do presidente da OAB-AM

Hissa Abrahão perdeu a vaga na Câmara Federal quando optou por uma vaga no Senado Federal. Seis meses depois das eleições 2018, o ex-palmentar reapareceu.


Passados seis meses das eleições de outubro de 2018, o ex-deputado federal Hissa Abrahão (PDT-AM) reapareceu nas cenas manauaras. O ex-parlamentar foi visto em um almoço com o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Amazonas (OAB-AM), Marco Aurélio Choy nessa quarta-feira, 13.

(Divulgação)

Hissa Abrahão perdeu a vaga na Câmara Federal quando optou por uma vaga no Senado Federal. O ex-parlamentar ficou em sexto lugar nas eleições, com 282.736 mil votos. Em 2014, Hissa foi eleito para a Câmara com 112.945 votos, sendo o quinto mais bem votado no pleito.

Briga

Nos bastidores, uma briga no comando do PDT se iniciou após a derrota nas urnas de Hissa Abrahão, que perdeu força e o comando do partido no Amazonas se torna incerto.

Veja mais

Após boatos no PDT, Hissa insinua que Stones Machado é ‘pé inchado’

Isolado, Hissa Abrahão deverá perder o comando do PDT-AM

No comando do PDT, Hissa Abrahão conseguiu criar um ‘clima hostil’, com desentendimento entre os integrantes do grupo e o próprio governador do Estado, Amazonino Mendes (PDT), que representa a legenda ocupando o cargo “máster” no Amazonas. Na época, Hissa Abrahão cogitava outro nome para disputa do cargo de governador, e excluía Amazonino para a reeleição no Estado.

Alguns associados chegaram a falar que deixaram de ir à sede do partido e saíram dos grupos de WhatsApp da legenda por conta das diversas brigas e desentendimentos sem motivos.

Na época, o vice-presidente do diretório estadual do partido, Stone Machado, disse que o partido tem que ter um representante que tenha “credibilidade”, “fidelidade partidária”, que acredite nas bandeiras do PDT, converse com todos e se identifique com a legenda.

Após ser surpreendido com a notícia de que a presidência do Partido Democrático Trabalhista (PDT), no Amazonas, passaria por mudanças, o presidente da legenda, deputado federal Hissa Abrahão, se pronunciou sobre a informação, a qual classificou de “boataria” inventada por “pé inchado”. Procurada, a Executiva Nacional da sigla informou que desconhece alterações na direção do PDT-AM.

Faça um comentário