'O Antagonista' cita Amazonas1 e confirma Menezes presidente do Aliança no AM

US - R$ 4,38

×

‘O Antagonista’ cita Amazonas1 e confirma Menezes presidente do Aliança no AM

Reportagem do Amazonas1 mostrou que em 2019 o compradre do presidente Bolsonaro gastou R$ 14,9 milhões sem licitação.

(Foto: Bruno Pacheco / Amazonas1)

O site ‘O Antagonista’ confirmou o nome do Superintendente da Suframa, Coronel Menezes, como o presidente do Aliança pelo Brasil, partido que o presidente Jair Bolsonaro, tenta viabilizar para as eleições municipais. Na mesma publicação, o site deu destaque à matéria produzida pelo Amazonas1 que mostrou gasto de R$ 14,9 milhões sem licitação por Menezes à frente do seu primeiro ano na Suframa.

Na publicação do último dia 20 de janeiro, com o título “O interesse do superintendente da Zona Franca na criação da Aliança pelo Brasil”, o site informa que Menezes ouviu do próprio Bolsonaro que será o presidente do partido no Amazonas.

‘Não faço ideia’

No último sábado, 25, Menezes e o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), Josué Neto (ainda no PSD), dispararam nota alegando terem conseguido cinco mil assinaturas no Amazonas para a formalização do Aliança Pelo Brasil. No evento, questionado pela reportagem do Amazonas1 se seria o presidente estadual do partido, o superintendente desconversou. “Não faço ideia”, disse.

Leia mais em: ‘Não faço ideia de quem será o presidente estadual do Aliança pelo Brasil’, diz Menezes 

“Autointitulado ‘soldado de Jair Bolsonaro’, o coronel reformado do Exército e afilhado de casamento do presidente está de olho na disputa pela Prefeitura da capital amazonense neste ano”, diz o Antagonista.

‘14,9 milhões’

O Amazonas1 mostrou no início do ano que Menezes gastou sem licitação o equivalente a 59% dos R$ 25,2 milhões disponibilizados em 2019 para investimentos e contratações na Suframa. A informação está publicada no Portal da Transparência do Governo Federal, uma vez que o site da Suframa não mostra o que faz com o próprio orçamento.

Questionados à época do porquê não possuem informações de transparência no próprio site, em resposta a Suframa disse que é para “evitar a duplicidade desnecessária de dados e reforçar a política governamental de unificação de serviços e desburocratização”

Leia mais Alfredo Menezes gastou R$ 14,9 milhões sem licitação em 2019

Faça um comentário