Padre denuncia perseguição política do prefeito de Maués, Júnior Leite

US - R$ 4,34

×

Padre denuncia perseguição política do prefeito de Maués, Júnior Leite

O Amazonas1 procurou o prefeito Júnior Leite para comentar as declarações do padre Oziel Cristo de Oliveira, no entanto, não obteve resposta

O padre Oziel Cristo de Oliveira, 39, membro do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), órgão da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, denunciou na última terça-feira, 4, o prefeito de Maués, Júnior Leite (PSC) por perseguição. A declaração, gravada em vídeos, foi feita durante um encontro promovido pela Paróquia do município que reuniu secretários da prefeitura, lideranças e coordenadores de 42 comunidades rurais e indígenas de Maués.

“Eu recebi o recado do prefeito Júnior Leite. Queria que ele estivesse aqui para falar olho no olho. Mas infelizmente não deu pra ele estar aqui. Pedi para falar com ele. Falar como adulto e autoridade do nosso município. Eu o respeito como prefeito, mas ele não quis me receber”, afirmou padre Oziel.

De acordo com o pároco, o prefeito teria feito três ataques a ele. “Primeira coisa, que ele disse que era pra eu parar de trabalhar o meu trabalho. Não entendi. Depois disse que iria me denunciar ao Bispo para me tirar daqui. Também não entendi. E depois falou que eu queria tomar o poder dele. Meu Deus do céu. Eu vou ser padre pra sempre. Vou morrer padre”, disse.

Na ausência do prefeito Júnior Leite, o padre disse que continuaria falando ao secretário da prefeitura que participou da reunião, para que dissesse ao prefeito que pode ter havido “um mal entendido”.

“Vou falar ao representante dele aqui. Diga ao prefeito Júnior Leite que eu não tenho pretensão nenhuma de tomar o poder de ninguém. Meu poder é do serviço e do amor. Essa é minha missão com o padre. Já falei com o Bispo, se ele quiser ir lá falar, o Bispo o aguarda. E depois ele (prefeito) ataca não só eu como padre, eu sou uma simples pessoa, ele ataca 42 comunidades das quais eu acompanho”, declarou o padre.

Sem resposta

O Amazonas1 procurou o prefeito Júnior Leite por meio do telefone (92) 94XX-XX12 para comentar as declarações do padre Oziel Cristo de Oliveira, no entanto, não houve resposta. Veja as perguntas feitas ao prefeito.

O senhor reconhece o “recado” relatado pelo padre?
Há alguma briga pessoal entre o senhor e o padre?

Veja os vídeos abaixo:

Faça um comentário