Pauderney no governo alerta aliados para 2020

US - R$ 4,19

×

Pauderney no governo alerta aliados para 2020

A capacidade de articulação política para a captação de recursos e em defesa da Zona Franca de Manaus (ZFM) não foi um fator predominante para fazer o governador Wilson Lima (PSC) convidar o ex-deputado Pauderney Avelino, presidente estadual do Democratas, a representar o Amazonas em Brasília e São Paulo, na condição de “embaixador”.

É o que avaliam aliados dos dois políticos, após o anúncio de Lima, durante uma live. A entrada de Pauderney no governo já vinha sendo “costurada” há pelo menos dois meses, mas havia no grupo de Wilson uma resistência ao ex-deputado em virtude de seu partido ter se antecipado e lançado um pré-candidato à Prefeitura de Manaus, o vice-prefeito Marcos Rotta.

O receio era que houvesse um choque de interesses – entre o institucional e o político –, e em menos de um ano, Pauderney saísse do governo em virtude do pleito municipal. A união ao presidente do Democratas amplia o poder político do governador, mas também deixa um rastro sobre sua inclinação eleitoral para a eleição de 2020, principalmente, na capital.

 

Rotta ‘independente’

Depois de participar de quatro grupos políticos em três anos, Marcos Rotta se diz “independente”, e nas suas redes sociais chega a criticar a própria gestão em que está inserido. De 2016 a 2019, Rotta saiu do MDB, foi para o PSDB, se aliou ao PDT, e, agora, é democrata.

Reforma publicada

Depois de quase sete meses de estudo e articulação, governo do Amazonas publicou o texto da reforma administrativa, descrita na Lei Delegada 122/2019. Sem novidades, a mudança extinguiu cinco secretarias, os cargos de secretários extraordinários e uniu pastas.

Quem saiu 1

A Sejel, entrou na Secretaria de Educação e Desporto; a Seped, foi para a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania; a SRMM, passou a integrar a Secretaria de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus.

Quem saiu 2

Por último, as atividades da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação e da Secretaria de Trabalho foram incorporadas à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação.

 

Mudam de nome

Dentre as secretarias que mudaram de nome estão a Secretaria de Estado das Cidades e Territórios, antiga Secretaria de Estado de Política Fundiária (SPF) e a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, antiga Secretaria de Estado da Cultura (SEC).

Seap quer multar empresa

Armas, drogas e celulares apreendidos dentro das unidades prisionais resultarão em multas para as empresas terceirizadas. Foi o que afirmou nesta quinta-feira, 17, o secretário de Administração Penitenciária (Seap), coronel Vinícius Almeida. Para cada arma apreendida, o Estado do Amazonas deixará de pagar R$ 35 mil na nota fiscal da empresa.

 

Status ampliado

Chamou a atenção o novo status dado à Secretaria Executiva da Vice-governadoria, comandada por Carlos Almeida (PRTB), que agora passará a se chamar Secretaria Geral da Vice-governadoria.

 

Promessa de trabalho

Os trabalhadores terceirizados que, hoje, atuam nas unidades de saúde da rede estadual deverão ser absorvidos, paulatinamente, pelo governo do Estado. Foi o que prometeu o secretário estadual de Saúde, Rodrigo Tobias, na sede da Susam, durante reunião, nesta quinta-feira, 17.

 

Estudo realizado

Participou do encontro com os terceirizados, o procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho do Amazonas (MPT-AM), Jorcinei Dourado. A decisão de incorporar os terceirizados, segundo Tobias, partiu de um estudo feito pela Sefaz e Susam.

 

Enquanto isso

No momento em que ocorria a reunião com representante dos terceirizados, cerca de 200 deles foram à Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE/AM) reivindicar salários e direitos trabalhistas atrasados.

 

(*) Esse conteúdo é publicado simultaneamente na Coluna Claro&Escuro do Portal D24am e do Jornal Diário do Amazonas

Faça um comentário