PGR fortalece Wilson Lima ao dizer que afastamento de Witzel 'foi fora da curva' - Amazonas1
22 de janeiro de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

PGR fortalece Wilson Lima ao dizer que afastamento de Witzel ‘foi fora da curva’

Chefe da PGR, Augusto Aras afirmou a interlocutores que o afastamento do governador do Rio de Janeiro não se repetirá no resto do país

PGR fortalece Wilson Lima ao dizer que afastamento de Witzel ‘foi fora da curva’

A Revista Veja publica, nesta sexta-feira (4), que o procurador-geral da República (PGR), Augusto Aras, não se deterá, pelo momento, com casos envolvendo mais governadores do Brasil. A coluna do jornalista Robson Bonin diz que a ação por suspeitas de corrupção contra o governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, “foi fora da curva”.

“Ufa! Atenção, governadores enrolados no STJ. Aras revelou a interlocutores recentemente que não há, nos planos da PGR, novos pedidos de afastamento. ‘Witzel foi fora da curva’, disse Aras”, escreve o jornalista.

Leia mais: Após PEC surpresa e ‘golpe’, Roberto Cidade é eleito novo presidente da Aleam

A nota dos bastidores de Brasília jogou água fria na fervura do grupo de 16 deputados estaduais do Amazonas que tramaram e concretizaram a eleição surpresa da Mesa Diretora da Assembleia do Amazonas no final da tarde de quinta (3).

Liderados por Josué Neto (PRTB), os deputados conseguiram emendar a Constituição do Estado e antecipar a eleição da nova mesa, emplacando o deputado Roberto Cidade (PV) como novo presidente da ALE-AM e tendo Josué como 1º vice-presidente.

Nas entrelinhas do que ocorreu na sessão de ontem, os amotinados torcem para que a PGR encaminhe ação contra o governador Wilson Lima (PSC) e o vice Carlos Almeida (sem partido), de modo a abrir vacância do Executivo e promover a dança de cadeiras entre eles.

Leia mais: ‘Saia do armário de Nárnia, presidente’;, dispara Alessandra para Josué Neto

Acusado pela deputada Alessandra Campelo (MDB) de viver no ‘armário de Nárnia’, Josué Neto ouviu calado a parlamentar afirmar que todo o processo de apresentação da PEC, com resultado nas eleições da Mesa Diretora, foi fraude do início ao fim “com objetivo de promover um golpe no governador”

“Esse é apenas o primeiro passo para cassar o governador do Estado. Isso foi planejado em reuniões onde decidiram tomar o governo do Estado, do governador Wilson Lima, sem esperar o STF, STJ, mudando a data da eleição da Mesa Diretora. Pessoas que estão traindo aqui, inclusive, seus familiares. O golpe é de quem não tem convencimento e que são covardes. Um golpe histórico, o que está acontecendo aqui”, afirmou Campelo.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading