PMN contará com seis candidatos LGBTQIA+ nas eleições 2020
30 de outubro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  30oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

PMN contará com seis candidatos LGBTQIA+ nas eleições 2020

O partido foi o primeiro no Brasil a reservar vagas para candidatos identificados com a causa da diversidade de gênero

PMN contará com seis candidatos LGBTQIA+ nas eleições 2020
Pró-LGBT, partido contará com diversidade entre seus candidatos a vereadores (Divulgação)

Com a missão de promover ações que garantam a cidadania e os direitos humanos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBTQIA+), o Partido da Mobilização Nacional (PMN) no Amazonas contará com seis candidatos da ala Diversidade a vereador de Manaus.

Ao todo, o PMN-AM vai lançar 62 nomes para as vagas na Câmara Municipal de Manaus (CMM), sendo 22 mulheres e 40 homens.

Segundo a sigla, como candidato à Prefeitura de Manaus o partido terá o advogado Marcelo Amil, presidente estadual da legenda.

 

Leia mais

 

PSC não vai aceitar candidatos com mandato nas eleições 2020 

 

De acordo com o advogado, a diretoria do partido vem discutindo coligações desde outubro do ano passado.

“Se o cenário mais favorável ao campo no qual nos situamos for este, não descartamos possíveis alianças futuras”, diz em nota o partido.

PMN Diversidade

O partido foi o primeiro no Brasil a reservar vagas para candidatos identificados com a causa LGBTQ+.

A portaria que determina que os diretórios municipais reservem 10% do total de vagas para candidatos que se identificam com o movimento foi assinada pelo presidente da sigla, Marcelo Amil, com o “objetivo de garantir o respeito e a proteção a essa população e outros grupos socialmente vulneráveis por meio de políticas públicas”.

 

Veja também

Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

 

Para Marcelo Amil, ainda há muita homofobia a ser combatida e o PMN “vai fincar bandeiras para combater toda e qualquer forma de discriminação”, afirma ele.

 

Em 2019

 

Em 2019 foi cogitada uma aproximação entre o ex-governador Amazonino Mendes e o Partido da Mobilização Nacional (PMN) no Amazonas.

Na ocasião, o presidente da legenda, Marcelo Amil, negou que tenha existido conversas com o ex-governador Amazonino Mendes (PDT) para possível aliança no pleito eleitoral em 2020.

O advogado, que assumiu a direção do partido em 2019, afirmou que o PMN tem intenção de lançar candidato próprio para a Prefeitura de Manaus.

Marcelo Amil salientou que não houve qualquer contato com o político, como noticiado pela imprensa amazonense nesta semana.

Segundo ele, o PMN – mesmo que tenha possíveis alianças no futuro – não mudará o seu espectro ideológico político de centro-esquerda.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading