Presidente da OAB-AM defende honraria do TCE entregue para políticos em ano eleitoral - Amazonas1
2 de dezembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Presidente da OAB-AM defende honraria do TCE entregue para políticos em ano eleitoral

Na última segunda-feira (19), o Comitê de Combate à Corrupção e Caixa Dois Eleitoral no Amazonas, ingressou com representação contra o presidente do TCE pela entrega das honrarias

Presidente da OAB-AM defende honraria do TCE entregue para políticos em ano eleitoral
Foto: OAB/AM

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seção Amazonas (OAB-AM), Marco Aurélio Choy, ‘saudou’ a iniciativa do presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), conselheiro Mario de Mello, de entregar honraria para políticos em pleno período de campanha eleitoral. A saudação foi postada na página pessoal do advogado no Facebook, nesta terça-feira (20).

Eleições

Choy destadou que o presidente do TCE “criou um reconhecimento com critérios objetivos para Gestores Públicos que cumprem com suas obrigações – gesto de muito simbolismo e ferramenta importante para a função pedagógica da Corte de Contas – a sociedade agradece e espera o empenho dos Gestores no cumprimento das metas”.

Registrar e saudar a iniciativa do @tceamazonas na pessoa do Presidente @mariozinhodemello que criou um reconhecimento…

Posted by Adv. Marco Aurélio de Lima Choy on Tuesday, October 20, 2020

Honraria denunciada

Na última segunda-feira (19), o Comitê de Combate à Corrupção e Caixa Dois Eleitoral no Amazonas, ingressou com representação contra o presidente do TCE pela entrega das honrarias.

O motivo é a possibilidade de criação de um desequilíbrio no pleito eleitoral dos municípios neste ano, pois alguns dos 40 agraciados com o prêmio de ‘bom gestor’ estão em plena campanha.

Leia mais: Presidente do TCE é denunciado por desequilibrar eleição com entrega de honrarias

Alguns dos políticos já até divulgaram aos quatro ventos que receberam a honraria de bom gestor em suas redes sociais.

O Ministério Público Eleitoral do Amazonas (MPE-AM) foi provocado a investigar a conduta do conselheiro.

Choy acredita que ‘não há benefício’

Questionado pela reportagem do Portal AM1, o presidente da OAB-AM disse que não via benefício para candidatos com a entrega dos diplomas de bom gestor. Choy afirmou que o TCE criou algo interessante para controle dos gestores públicos.

“Não entendo ter benefício e vejo como algo interessante porque a inelegibilidade de contas só acontece após o esgotamento de vários recursos. Aqui se criou uma antecipação desse senso e do controle do cidadão em saber se o seu gestor cumpre ou não as regras”, defendeu Marco Aurélio Choy.

Leia mais:Prefeitos já usam diploma do TCE para promover campanha de reeleição

Choy também defende que o TCE não errou ao entregar as honrarias em pleno período eleitoral. O advogado, reconhecido por atuar na defesa de políticos do Estado, ainda explicou que nenhum dos políticos premiados é seu cliente.

“Tenho como cliente uns adversários deles”, ironizou o presidente da OAB-AM.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading