Presidente do PT-AM diz que vai ouvir propostas de candidatos à prefeitura

US - R$ 4,19

×

Presidente do PT-AM diz que vai ouvir propostas de candidatos à prefeitura

Petista também falou sobre sua proposta pelos próximos quatro anos na gestão estadual do partido

Reeleito presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) no Amazonas, por mais quatro anos, o deputado estadual Sinésio Campos falou ao Amazonas1 sobre seu projeto enquanto gestor do partido no Estado e disse que quer ouvir propostas de políticos dispostos a se candidatarem a cargos nas eleições municipais do ano que vem.

“Antes do PT estar apresentando nomes, ele deve apresentar, primeiro, uma proposta de um programa de governança. Eu creio que o Brasil sofre muito porque se coloca ‘pessoas’ antes de projetos. Então temos que tratar sobre saúde, mobilidade urbana, educação que queremos. Porque não é somente ganhar uma eleição, é governar”

Sobre a possível candidatura do deputado federal José Ricardo (PT) à prefeitura de Manaus, o presidente do PT Amazonas relembrou a força política que José Ricardo tem e que é um forte candidato nas eleições 2020.

José Ricardo (Divulgação)

“Ele tem todos os predicados, foi o deputado federal mais votado, tem um potencial e está credenciado. Mas não é o único e não pode ser. Agora isso passa por uma constituição interna, a direção municipal tem autonomia para decidir (sobre o candidato do partido) e eu como presidente estadual desejo que o PT eleja um nome e saia do ‘gueto’ de ter somente um vereador”, diz.

Projeto de ampliar a força do partido

Com poucos representantes do PT no Amazonas, Sinésio Campos informou que o projeto do partido será o de ampliar e retomar o espaço político no Estado, elegendo de três à quatro vereadores somente na capital, nas eleições 2020. “Esse é um projeto tanto para Manaus quanto para os municípios, que temos três prefeitos. Esse é o meu papel enquanto presidente estadual”

#LulaLivre

Para Sinésio, os candidatos nas eleições 2020 têm que fazer o seu papel de inclusão da militância e não de separar “Como eu falei ontem, quando terminou a eleição e eu agradeci os votos, eu disse assim: ‘quando se acaba uma eleição, se desarma os palanques’. O presidente estadual reeleito do PT enfatiza que o partido não vai esquecer, ainda, da campanha #LulaLivre.

Faça um comentário