Reformas vão tornar Brasil mais atrativo a negócios, diz Bolsonaro

US - R$ 4,13

×

Reformas vão tornar Brasil mais atrativo a negócios, diz Bolsonaro

O presidente da República discursou na cerimônia de encerramento do Fórum Empresarial do Brics, grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul

(Foto: Isac Nóbrega/PR)

As reformas em curso tornarão o ambiente de negócios no Brasil mais atrativo, disse, nessa quarta-feira, 13, o presidente Jair Bolsonaro. Ele discursou na cerimônia de encerramento do Fórum Empresarial do Brics, grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, acompanhado dos demais chefes de Estado e de governo do grupo.

Após saída

Presidente municipal em Manaus do PSL, o deputado estadual Delegado Péricles se pronunciou, nesta quarta, sobre a confirmação da saída do presidente Jair Bolsonaro do partido.

Coerência

“Prezo por minha coerência e pelas pautas que o povo me escolheu para defender. Não vejo sentido em anunciar que me mantenho firme nesses propósitos se não for seguindo Bolsonaro”, disse Péricles.

Repasses ao INSS

O promotor de Justiça, José Augusto Palheta Taveira Júnior, instaurou inquérito civil para apurar possível prática de ato de improbidade administrativa, que causa prejuízo aos cofres públicos pelo não repasse das contribuições sociais descontadas de servidores municipais ao INSS.

Alvará cassado

O vereador Professor Fransuá (PV) apresentou projeto de lei que autoriza o Poder Executivo a cassar o alvará de funcionamento de empresas, que sejam flagradas descartando resíduos sólidos ou químicos, em vias públicas ou lugares não autorizados.

Descarte indevido

Pela proposta, o disposto deve ser aplicado àquelas empresas flagradas realizando o descarte indevido ou lançamento em rodovias, avenidas, ruas, vielas, praças, parques, terrenos, outras áreas protegidas e demais logradouros públicos.

Indenização

A Força-Tarefa de Defesa do Consumidor propôs para a concessionária Amazonas Energia firmar um acordo extrajudicial para a indenização dos consumidores prejudicados pelo apagão em Iranduba e Manacapuru.

Formalizada

A proposta foi formalizada pelo defensor público Thiago Rosas, na Assembleia Legislativa, durante cessão de tempo feita para a empresa prestar esclarecimentos sobre os apagões no Estado.

O extrativista da Floresta Nacional de Tefé, Dione Torquato, 33, foi eleito secretário-geral do Conselho Nacional das Populações Extrativistas e Comunidades Tradicionais da Amazônia, entidade criada em 1985 pelo líder seringueiro Chico Mendes (Foto: Divulgação)

Veja a primeira parte da Coluna Cenário:

(*) Publicada, simultaneamente, na Coluna Claro&Escuro do Jornal Diário do Amazonas

Faça um comentário