Secretário nacional da Pesca compara pirarucu de Tefé a caviar - Amazonas1
25 de outubro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Secretário nacional da Pesca compara pirarucu de Tefé a caviar

“O pirarucu é uma joia rara, eu compararia ele com o caviar", declarou o secretário

Secretário nacional da Pesca compara pirarucu de Tefé a caviar
Foto: Tácio Melo/Secom

Acompanhando o governador Wilson Lima (PSC) na Feira do Pirarucu de Manejo de Tefé, no interior do Amazonas, o secretário nacional de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Júnior, comparou o peixe a caviar. A declaração, dada neste sábado (17), destaca a importância da pesca no Estado e a preocupação do governo federal em valorizar o manejo sustentável.

Eleições

“O pirarucu é uma joia rara, eu compararia ele com o caviar, não tem como você vender um produto nobre – de manejo sustentável, um produto que estava em extinção e através do trabalho dos ribeirinhos voltou a sua população, e hoje está superestimada a sua população – estar vendendo a tão baixo preço. Fizemos uma comitiva, com todo o suporte do Governo do Estado, da Sema, e fizemos um giro por essas comunidades. Queremos certificar esse produto para que ele não seja só vendido em Tefé, mas que seja vendido mundo afora”, observou Jorge Seif Júnior.

O governador Wilson Lima também ressaltou o potencial econômico sustentável do pirarucu manejado.

Leia mais: Wilson regulamenta Lei Aldir Blanc que ampara a classe artística do Amazonas

“Esse é um alimento do povo do estado do Amazonas, o pirarucu é o maior peixe de água doce do mundo, nós temos um potencial muito grande para que esse produto possa agregar valor, e que esse valor possa ser revertido em forma de benefício para o cidadão que está aqui na região”, afirmou o governador.

Certificação

O peixe que vai para as mãos do consumidor é certificado e documentado, atestando que o produto foi legalmente comercializado. Cada peça de pirarucu também conta com um lacre de rastreabilidade.

Em 2019, foram vendidos em torno de 180 peixes, na faixa dos 60kg a 180kg. Mesmo com os impactos causados pela pandemia do novo coronavírus (covid-19), a meta para 2020 é alcançar a mesma quantidade vendida no ano passado, segundo informação do Governo do Estado.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading