Walter Cruz acusa Braga e Omar de articularem 'desnomeação' do Incra

US - R$ 4,19

×

Walter Cruz acusa Braga e Omar de articularem ‘desnomeação’ do Incra

Coronel da reserva da PM passou apenas seis dias na função de superintendente do Incra no Amazonas. Ele alega perseguição política

Walter Cruz (Reprodução)

Exonerado do cargo de superintendente regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra/AM) seis dias após ter sido nomeado, o coronel da reserva da Polícia Militar (PM) Walter Cruz afirma que sua demissão ocorreu por “perseguição política” e acusa os senadores Eduardo Braga (MDB) e Omar Aziz (PSD) de terem “orquestrado” a “desnomeação” dele nos bastidores. 

Assinada no dia 31 de outubro deste ano pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina Corrêa Dias, a nomeação do coronel Walter Cruz foi publicada na Portaria 244/2019 do Diário Oficial da União (DOU) de 1 de novembro deste ano, sexta-feira passada. Na tarde de quarta-feira, 6, o DOU trouxe a Portaria 249, que tornou sem efeito a nomeação do coronel.

 

Amigos informaram

Em seu perfil pessoal nas redes sociais, Walter Cruz explicou como ele acredita que ocorreu a sua demissão repentina. “Começou a haver um movimento do senador Omar Aziz e do senador Eduardo Braga para que eu fosse exonerado. E eles achavam que eu não iria saber. Ora, eu tenho amigos na ABIN (Agência Brasileira de Inteligência), tenho amigos em Brasília que trabalham no Palácio. E ele (um amigo) me falou que tinha dois amigos em Brasília que tentaram me vetar. Inclusive, o general Ramos, pegou a minha ficha e disse aos senadores que eu estava apto.”

Para o coronel a sua amizade com o ex-governador Amazonino Mendes comprometeu a manutenção no cargo do governo de Jair Bolsonaro (PSC). “Eu descobri que o senador Omar Aziz estava falando aos quatro cantos que o Walter é amigo do Amazonino. ‘Eu não vou deixar o amigo do Amazonino assumir cargo nenhum no Estado do Amazonas’, e eu não entendi”, disse. 

Cruz afirmou que ainda tentou falar com o senador Omar Aziz, mas não teve êxito. Outro motivo dele ter sido exonerado, seria porque a indicação de Walter não teria passado pelos senadores. “O senador Omar Aziz, foi por isso que ele não quis me nomear, porque ele queria dizer quem era e não aceitava que a nomeação viesse de ninguém, e a segunda, pela minha relação com o governador Amazonino Mendes”, disse.

Sobre o senador Eduardo Braga, Walter Cruz,  também atribuiu um possível veto a sua ligação com Amazonino. “Tentei falar com ele e não consegui, mas eu tive um amigo meu que tentou falar com ele e Braga teria dito: ‘não tenho problema com o Walter, o problema é que a bancada não aceita porque ele é ligado a Amazonino, e esse é problema, aí não passou pelo Omar’, aí veio de novo essa questão de não ter passado pelo Omar, que é líder da bancada e presidente da comissão de Assuntos Econômicos, e Eduardo braga é o líder do MDB no Senado.”

O Amazonas1 entrou em contato com os senadores Eduardo Braga e Omar Aziz. Por meio de suas assessorias de imprensa, os parlamentares informaram que não vão se manifestar sobre as declarações de Walter Cruz

Faça um comentário