Weintraub diz que concursos públicos no país selecionam pessoas de esquerda

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

4 de julho de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Weintraub diz que concursos públicos no país selecionam pessoas de esquerda

Afirmação foi compartilhada nas redes sociais do presidente Jair Bolsonaro, que concordou com o ministro.

Weintraub diz que concursos públicos no país selecionam pessoas de esquerda
Abraham Weintraub (Educação): (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

O presidente Jair Bolsonaro publicou em suas redes sociais um vídeo em que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirma que os concursos públicos no Brasil selecionam pessoas com viés político de esquerda.

“Entre na internet e veja como foi o último concurso público da Abin (Agência Brasileira de Inteligência). Se você ver, é um concurso que [não] tem praticamente nada de matemática e está lá falando governo estadounidense. Então você, na seleção, já seleciona pessoas com viés de esquerda nos concursos, como é o Enem”, diz Weintraub.

O vídeo foi publicado na conta oficial de Bolsonaro no Facebook. Na postagem, o presidente escreveu “doutrinação e mentiras até nos concursos”. “Caso fosse perguntado numa prova: após a saída de João Goulart, em 1964, quem assumiu a presidência da república? Qual sua resposta?”, acrescentou Bolsonaro, referindo-se ao presidente da República deposto pelo golpe militar daquele ano.

Sem provas

No vídeo, o ministro da Educação também diz que a suposta doutrinação nos concursos públicos remonta ao governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002). Ele não apresenta no vídeo, que tem um minuto, provas que endossem suas afirmações.

“Veja, isso começou com o Fernando Henrique. A gente não está falando de 16 anos de PT, a gente está falando mais de um quarto de século. De continuamente uma doutrinação que começa de uma forma suave e gradualmente você vai começando a achar o errado normal. E de repente você tem que achar o errado bonito. É disso que a gente está falando”, afirma Weintraub.

Na peça, o ministro também classifica o ministério da Educação como “um colosso” e diz que a pasta concentra 300 mil dos 600 mil funcionários do governo federal. “Esse corpo aqui está cheio de pessoas que prestaram concurso público. É importante que seja dito como são esses concursos públicos”, afirma.

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias