Wilson Lima rebate CNN e fala em tentativa de associá-lo a condutas ilegais - Amazonas1

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

12 de agosto de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

redacao@amazonas1.com.br

Wilson Lima rebate CNN e fala em tentativa de associá-lo a condutas ilegais

O governador afirmou que as anotações, divulgadas como parte de uma operação da PF, não contêm absolutamente nada que indique quaisquer ilícitos

Wilson Lima rebate CNN e fala em tentativa de associá-lo a condutas ilegais
Foto: Maurílio Rodrigues/Secom

Após a CNN Brasil divulgar uma lista com nomes de deputados estaduais ao lado de um percentual 5% apreendida pela Polícia Federal (PF), o governador Wilson Lima (PSC) se manifestou, por meio de nota, onde afirma “repudiar qualquer tentativa de relacioná-las a condutas ilegais.”

Na nota, o governador afirmou que as anotações, divulgadas pela imprensa como parte de uma operação da Polícia Federal, não contêm absolutamente nada que indique quaisquer ilícitos. 

“São anotações avulsas e sem conexão, que nem de longe indicam atos não republicanos. Desta forma, repudio qualquer tentativa de relacioná-las a condutas ilegais e envolver nomes de parlamentares”, diz o texto. 

A nota diz, ainda, que ao contrário do que possa sugerir o material divulgado na reportagem, Wilson Lima afirmou “não há sequer a menção de valores, pagamentos ou quaisquer benefícios de naturezas diversas.”

Mais cedo a reportagem da CNN mostrou um papel escrito a mão, onde aparecem os nomes ‘Joana, Roberto, Bessa, Mayara, Terezinha, Saulo, Abdala e Belão’. Também aparece escrito o percentual de 5%.

Os nomes supostamente seriam dos deputados Joana Darc, Roberto Cidade, Carlinhos Bessa, Mayara Pinheiro, Terezinha Ruiz, Saulo Vianna, Abdala Fraxe e Belarmino Lins. Todos são da base governista na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading