Primeira-dama desabafa sobre prisão de seu filho nas redes sociais

US - R$ 4,18

×

Primeira-dama desabafa sobre prisão de seu filho nas redes sociais

Elisabeth Valeiko rompeu o silêncio sobre sua ida ao CDPM1, no domingo, 8, quando tentou visitar Alejandro Valeiko, que está detido nesta unidade prisional

A primeira-dama de Manaus, Elisabeth Valeiko Ribeiro, usou suas redes sociais na noite desta segunda-feira, 9, para falar de sua atual situação após a prisão de seu filho Alejandro Valeiko, no Centro de Detenção Provisório Masculino (CDPM1), acusado de envolvimento no assassinato do engenheiro Flávio Rodrigues. Ela comentou sobre sua primeira visita ao presídio, no último domingo, 8, onde outras mães teriam acusado-na de ‘furar filar’.

De acordo com a publicação, Elisabeth Valeiko diz que não está sendo fácil enfrentar tudo o que está acontecendo e que muitas notícias falsas afirmam coisas que ela não fez. A primeira-dama informou ainda que sua ida ao presídio não foi comunicado a ninguém e que queria se cadastrar para visitar seu filho Alejandro.

“As informações são desencontradas, cheias de burocracias. Mas aos poucos vou entender melhor tudo isso. Minha desinformação sobre o assunto, criou uma narrativa totalmente equivocada. Disseram de tudo, que furei fila, que estava mimando meu filho… De forma alguma vou buscar um tratamento diferenciado das outras mães. Vi um vídeo de alguém comentando que eu não era melhor que ninguém. E isso é verdade. A mais pura verdade. Se esse é o procedimento, estarei lá, na fila, no sol ou na chuva, para poder vê-lo. Sou apenas mais uma mãe que tenta lutar pelo bem de seu filho. Uma batalha que não começou agora”, escreveu Elisabeth em trecho do depoimento.

A primeira-dama escreveu ainda sua luta contra o vício do filho nas drogas, dividida nos últimos sete anos entre internações e lágrimas, como ela descreveu. 

“Agora, tudo isso é usado de forma forçosa, buscando minha humilhação e de meu esposo, que não tem parado de trabalhar para honrar a confiança que o povo de Manaus nele depositou. Te peço desculpas Arthur. Não queria que minha dor fosse usada para lhe atacar. Você é um homem bom, com bons ideais”, disse citando seu marido prefeito de Manaus Arthur Neto (PSDB).

O silêncio de Elisabeth sobre as notícias em torno do caso que envolve seu filho foram orientações de seus advogados, relatou a primeira-dama.”Sobre meu silêncio até aqui é em obediência às orientações da defesa. E como isso tem sido difícil pra mim. Quero muito que todas as pessoas tenham acesso ao conteúdo das conclusões da polícia, pois ficará claro o uso disso para promover escárnio.”

Confira o depoimento:

https://web.facebook.com/622477151296877/posts/1241233396087913?d=n&sfns=mo&_rdc=1&_rdr

 

Faça um comentário