Projeto busca levar inovação às produções para Amazônia

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

6 de julho de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Projeto busca levar inovação às produções para Amazônia

A previsão é que o projeto seja implantado de 2020 a 2024 em cinco estados: Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Tocantins

Projeto busca levar inovação às produções para Amazônia

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, lançou o projeto ‘Inovação nas Cadeias Produtivas da Agropecuária para a Conservação Florestal na Amazônia Legal’. O objetivo é levar inovação para as cadeias produtivas da carne, soja e madeira para que aumentem a produtividade e valor dos produtos alinhados com o uso sustentável dos recursos naturais e conservação da floresta amazônica.

A previsão é que o projeto seja implantado de 2020 a 2024 em cinco estados: Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Tocantins. As ações buscam criar ferramentas para acompanhar a situação socioambiental dessas cadeias produtivas, gerar agregação de valor aos produtos dos setores com bons índices de sustentabilidade e fornecer assistência técnica e gerencial para os produtores com baixos índices de sustentabilidade, segundo o secretário-adjunto de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do Mapa, Pedro Alves Corrêa Neto, que apresentou o projeto na cerimônia na semana passada.

Gastos em ruas

A Prefeitura Coari vai pagar R$ 1,6 milhão a pessoa jurídica Michel da S. Freitas para asfaltar quatro ruas na cidade. O termo de contrato foi publicado no Diário Oficial da União (DOU). As ruas contempladas são Pedro Aguiar, Campos Oliveira, João Ramos Coelho e Rui Solto, e o contrato tem vigência de 180 dias.

Parto

O Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas ajuizou ação civil pública para que a União tome providências para assegurar o direito das mulheres ao parto natural e à assistência humanizada no Hospital Militar da Área de Manaus.

Problemas

No documento encaminhado à Justiça, o órgão aponta problemas no atendimento obstétrico e neonatal para partos normais, restrições na estrutura das unidades de atendimento e insuficiência de profissionais.

 

*Publicada simultaneamente no jornal Diário do Amazonas e Portal 24AM

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias