×

Confira dez dicas para elaborar um bom currículo


Trabalhadores que estão em busca de emprego devem atentar para a importância de um bom currículo. O alerta é da especialista Cristina Monte, jornalista e historiadora, que elaborou dez dias para não errar na hora de buscar uma vaga no mercado de trabalho.

Confira:

1) Nomeie o documento apenas como “Currículo” – Antigamente chamava-se “Currículo Vitae” (latim), porém agora em desuso, alguns selecionadores (as) têm certa aversão ao termo, por acharem que  o candidato (a) força um pouco a barra na alto promoção. Na dúvida, não use.

2) Seja claro e objetivo – O selecionador (a) analisa dezenas de currículos por dia, portanto, não há tempo a perder. Na dificuldade de encontrar dados, ele descarta e vai para o próximo. Um bom Currículo deve ter 2 páginas.

3)  Cuidado com a divulgação de documentos – Não há necessidade de colocar os números de documentos no currículo. São dados pessoais e você não tem controle sobre o acesso. Se for contratado, os documentos serão solicitados. No entanto, confirme se o número do celular está correto e evite ficar trocando o número. É o meio do selecionador (a) te encontrar.

4) Estruture seu currículo por tópicos e subtópicos – Senso de organização além de ajudar o selecionador (a) na hora de encontrar as informações, mostra capacidade de planejamento e ordenação do candidato.

5) Utilize a língua portuguesa formal – Cuidado na hora de escrever. Consulte sempre um dicionário para se certificar que seu Currículo está bem escrito. Escrita incorreta demonstra falhas e limitações do candidato (a) quanto ao domínio da língua.

6) Foque nas suas competências e experiências conforme a vaga pretendida – Se você pretende se candidatar a uma vaga para uma determinada área, por exemplo, administrativa, não cite que fez curso de teatro ou paraquedismo.

7) Não mencione salário – Se na vaga houver a solicitação, pesquise previamente e faça um balanço com seu último salário e coloque no Currículo. Caso contrário, “NÃO MENCIONE”! Você desconhece o pacote de benefícios e a oportunidade de crescimento na empresa. Portanto, às vezes, é melhor ganhar um pouco menos e garantir a creche das crianças, a academia de ginástica, flexibilidade de horário, além dos planos de saúde e odontológico.

8)  Siga o padrão na elaboração  do Currículo – Não precisa mostrar seus dons artísticos e utilizar uma fonte rebuscada ou imprimir em papel colorido, por exemplo. O que está sendo avaliado – nessa etapa – é se sua experiência tem conexão com o perfil da vaga em aberto. As habilidades cognitivas e comportamentais serão avaliadas em outra fase do processo seletivo.

9) Mostre suas realizações – Não é para descrever todas as atividades que você já realizou, mas, mostrar de que forma você participou para o sucesso e/ou crescimento do seu setor, área ou da empresa.

10) Seja verdadeiro – Muita gente na hora de elaborar o Currículo menciona ter experiências que não tem. Depois, na hora da entrevista, a situação complica. Exemplo, você diz falar bem o inglês e quando o (a) selecionador (a), após a aprovação do Currículo, falar em inglês com você na entrevista, você terá que comprovar. Se não souber, será uma “saia justa”.

Comentários
Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.