Bolsonaro afirma que polícias federal e rodoviária terão concursos

US - R$ 4,19

×

Bolsonaro afirma que polícias federal e rodoviária terão concursos

Presidente da República declarou que não pretende realizar certames nos próximos poucos anos, a exceção fica por conta da área da segurança pública

 

(Foto: Reprodução)

Embora o governo federal tenha anunciado neste sábado (22/06) que dificilmente realizará concurso público “nos próximos poucos anos”, o presidente Jair Bolsonaro também informou duas exceções: a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Federal (PR). E para quem pretende ingressar em uma das duas carreiras o AM1 traz uma boa notícia. De acordo com informações divulgadas pelo Departamento de Polícia Rodoviária Federal (PRF), o pedido do novo concurso público já foi encaminhado para o Ministério da Economia, visando o preenchimento de 4.435 vagas, sendo 4.360 para o cargo de policial rodoviário federal, que pede nível superior para ingresso, e 75 para a carreira de agente administrativo, para quem possui ensino médio. Agora, a expectativa é de que alguma definição seja anunciada o quanto antes, pelo ministro Paulo Guedes.

Vale ressaltar que, recentes declarações do Ministro Paulo Guedes tem ido contra a liberação de novos concursos públicos, até que a revisão do orçamento e equilíbrio das contas públicos, com diversas iniciativas para protelar as decisões. No entanto, a segurança pública e o policiamento federal tem sido o foco do atual governo federal, sempre defendido pelo atual presidente Bolsonaro.

Os interessados em ingressar na carreira de policial rodoviário federal devem possuir curso de nível superior em qualquer área de formação, além de carteira de habilitação a partir da categoria “B”.  A remuneração inicial do cargo é de R$ 10.357,88, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458,00.  No caso do cargo de oficial administrativo, o inicial é de R$ 4.022,77, já incluindo o auxílio-alimentação, também com 40 horas semanais.

Mesmo com o último concurso PRF realizado recentemente, uma nova seleção para este ano já estava sendo cogitada, tendo em vista que o total oferecido no certame não supre as necessidades do órgão.  Em 16 de janeiro de 2019, o diretor-geral da corporação, Adriano Marcos Furtado, confirmou a possibilidade de outra seleção, em visita à sede da FenaPRF (Federação Nacional dos Policiais Federais Rodoviários). A reunião também contou com o diretor executivo do órgão, José Lopes,  e o presidente da federação, Deolindo Paulo Carniel.

Vale lembrar que, em novembro, o então diretor-geral, Renato Dias, em resposta a questionamentos de candidatos em uma rede social, já havia antecipado que um outro certame estava previsto para ocorrer em 2019. Na ocasião, disse que a nova seleção deverá contar com muito mais vagas do que as 500 autorizadas para o concurso de 2018, em andamento.
(*) com informações do Jornal dos Concursos
Faça um comentário