Receita libera consulta ao 1º lote de restituição do Imposto de Renda

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

10 de julho de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Receita libera consulta ao 1º lote de restituição do Imposto de Renda

O pagamento do primeiro lote está previsto para a próxima sexta-feira,29.

Receita libera consulta ao 1º lote de restituição do Imposto de Renda
(Foto: Divulgação)

A Receita Federal libera já liberou a consulta ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) deste ano. Apesar de ter adiado o prazo de entrega da declaração devido à pandemia do novo coronavírus, a Receita manteve o calendário de restituição. O pagamento do primeiro lote está previsto para a próxima sexta-feira,29.

Neste ano, o órgão decidiu antecipar o pagamento da restituição. No ano passado, por exemplo, o primeiro grupo de contribuintes recebeu no dia 17 de junho.

Veja abaixo o calendário de restituições em 2020:

1º lote: 29 de maio de 2020

2º lote: 30 de junho de 2020

3º lote: 31 de julho de 2020

4º lote: 31 de agosto de 2020

5º lote: 30 de setembro de 2020

Esta é a primeira vez, segundo a Receita, que as restituições começam a ser pagas ainda durante o prazo de transmissão das declarações.

Como consultar

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita Federal na internet.

Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento.

Nessa hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF.

Com ele será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do Imposto de Renda e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer o requerimento por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento para agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

A Receita Federal recebeu até agora 14,7 milhões de um total de 32 milhões de declarações previstas.

(*) Com informações do Metrópoles

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias