TSE aponta 519 mil faltosos nas eleições de segundo turno no Amazonas

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

25 de setembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

TSE aponta 519 mil faltosos nas eleições de segundo turno no Amazonas

O número de abstenções foi menor que o registrado nas eleições suplementares de 2017, quando 603.914 pessoas deixaram de comparecer às urnas.

TSE aponta 519 mil faltosos nas eleições de segundo turno no Amazonas
Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral. (Foto: Reprodução)

Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral. (Foto: Reprodução)

 

Dados da Justiça eleitoral apontam que 519.229 eleitores deixaram de votar no Amazonas, no segundo turno das eleições, ocorrido no último domingo, 28, o equivalente a 21,30% do eleitorado do Estado, conforme informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O número de abstenções foi menor que o registrado nas eleições suplementares de 2017, quando 603.914 pessoas deixaram de comparecer às urnas.

O número de brancos e nulos também apresentou redução, caindo para menos da metade em relação às eleições suplementares, de 2017. Foram 140.562, neste ano, contra 412.721, ano passado.

De um universo de 2.427.159 pessoas aptas a votar, 1.907.930 compareceram às seções, para manifestar o direito de escolha, ou seja, mais de 78%.

O candidato eleito para governar o Amazonas no quadriênio 2019/2022, jornalista Wilson Lima (PSC), obteve 58,50% dos votos válidos, enquanto que Amazonino Mendes (PDT), atual governador tampão, conseguiu 733,414.

Wilson Lima nunca havia concorrido a um cargo público eletivo. Já Amazonino, que está no quarto mandato como governador, obteve redução de votos, em relação à última eleição, quando 782.933 pessoas o escolheram para chefiar o Executivo Estadual.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading