Anitta fala sobre mortes em Paraisópolis 'isso é uma coisa do governo'

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

4 de agosto de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

redacao@amazonas1.com.br

Anitta fala sobre mortes em Paraisópolis ‘isso é uma coisa do governo’

A cantora Anitta usou seu Instagram nesta terça-feira, 3, para comentar sobre o episódio ocorrido em um baile funk em Paraisópolis, comunidade

Anitta fala sobre mortes em Paraisópolis ‘isso é uma coisa do governo’
O ministro da Justiça, Sérgio Moro, afirmou ter havido um “erro operacional grave” da Polícia Militar de São Paulo. (Foto: divulgação)

A cantora Anitta usou seu Instagram nesta terça-feira, 3, para comentar sobre o episódio ocorrido em um baile funk em Paraisópolis, comunidade da zona sul de São Paulo, no domingo, 1º, que resultou na morte de nove pessoas e no afastamento de seis policiais.

“A única coisa que consigo pensar é que, se fosse alguns anos atrás, poderia ter sido eu, minha mãe e meu irmão uma dessas pessoas. Uma das coisas que a gente mais fazia quando eu estava começando a cantar era cantar em baile de favela. Sem palavras”, afirmou.

“E se tivessem entrado num super festival respeitado? Iam sair entrando atirando? Vários festivais respeitados que têm droga, um monte de gente dentro roubando… E aí, sai entrando atirando? Não sai, né, porque é diferente. Para as pessoas é ‘vagabundo’, ‘música de baixo conteúdo’, ‘gente que não tem o que fazer’. É complicado o preconceito”, continuou.

Anitta ainda ressaltou o trabalho da PM: “Admiro e dou valor à profissão policial. Tenho um irmão militar hoje em dia, tenho orgulho da disciplina dele, do caráter, do trabalho. Realmente, a finalidade é fazer nossa segurança.”

“Tenho amigos policiais. Mas acho que isso é uma coisa do governo, sabe, de como fazem a gente encarar as coisas”, prosseguiu.

“Se a letra é o que é, se as pessoas não têm condição de curtir entretenimento em outros lugares, de outra maneira, é porque eles não têm acesso a outras coisas, gente”, ressaltou Anitta.

Entenda o que aconteceu em Paraisópolis

Na madrugada do último domingo, 1º, nove pessoas morreram pisoteadas durante o Baile da Dz7, na comunidade de Paraisópolis, zona sul de São Paulo.

Seis policiais envolvidos na ação foram afastados, e o governador João Doria (PSDB) negou culpa da PM.

(*) Com informações do Conteúdo Estadão

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading