Hackers exigem US$ 21 milhões de advogado de Lady Gaga e Elton John
A + A -

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

3 de junho de 2020
Site auditado pelo

Redes Sociais

[email protected]

Hackers exigem US$ 21 milhões de advogado de Lady Gaga e Elton John

Os criminosos afirmam ter 756 gigabytes de dados, incluindo contratos e e-mails pessoais, segundo o portal norte-americano Page Six.

Hackers exigem US$ 21 milhões de advogado de Lady Gaga e Elton John
Foto: Reprodução

Um grupo de hackers invadiu o site do advogado Allen Grubman, que atende a grande parte da classe artística de Los Angeles, exigindo US$ 21 milhões (cerca de R$ 121,2 milhões) e ameaçando revelar detalhes pessoais de seus clientes, como Elton John, Lady Gaga e Barbra Streisand.

Os criminosos afirmam ter 756 gigabytes de dados, incluindo contratos e e-mails pessoais, segundo o portal norte-americano Page Six. Uma captura de tela com um suposto contrato de Madonna já foi liberada.

“Os hackers entraram no sistema enquanto todos estavam focados no coronavírus. Assumimos […] Eles estão exigindo um resgate de US$ 21 milhões e a empresa não está negociando com eles”, disse uma fonte anônima ao portal, acrescentando que o FBI está investigando o caso, e que os clientes do advogado já foram notificados.

“Podemos confirmar que fomos vítimas de um ataque cibernético. Notificamos nossos clientes e nossa equipe. Contratamos especialistas do mundo especializados nessa área e estamos trabalhando o tempo todo para resolver esses problemas”, diz o escritório em um comunicado.

Além de Gaga, Madonna e John, a empresa representa músicos como Barry Manilow, Rod Stewart, Lil Nas X, The Weeknd, U2 e Drake. Outros clientes listados são Priyanka Chopra, Robert De Niro, Sofia Vergara, LeBron James e Mike Tyson.

Os mesmos hackers, chamados de REvil ou Sodinokibi, já atacaram a empresa de câmbio Travelex com malware que criptografa dados até que um resgate seja pago em bitcoin (moeda não rastreável).

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias