US - R$ 3,74

×

Mel C faz show em SP e diz que sonha em trazer Spice Girls ao Brasil

Em entrevista ao Lineup, Mel C negou o que Mel B havia dito no último show da turnê das Spice Girls, que uma ida para a Austrália estava definida.

Seis dias após se apresentar para um estádio de Wembley lotado em Londres, Melanie C voltou a cantar músicas das Spice Girls, mas suas companheiras de palco não eram Mel B, Geri e Emma. A “Sporty Spice” fez um pocket show na Audio, zona oeste de São Paulo, nesta sexta (21), ao lado do coletivo de drag queens Sink the Pink. O evento foi uma prévia da performance na Parada do Orgulho LGBT, na avenida Paulista, neste domingo (23).

Em entrevista ao Lineup, Mel C negou o que Mel B havia dito no último show da turnê das Spice Girls, que uma ida para a Austrália estava definida. “Isso é a Melanie sendo sem noção. É nosso sonho e nossa esperança. Mas a Melanie frequentemente diz as coisas porque ela quer que aconteçam. Ela não sabe ficar com a boca fechada”, diz aos risos.

Mel C. (Foto: Divulgação)

Durante a apresentação na Audio, a britânica afirmou que está tentando convencer as outras Spice Girls a trazerem o show -que encheu estádios em todo o Reino Unido entre maio e junho- para o Brasil. “Meu sonho é que a gente viaje para todos os territórios em que as Spice Girls nunca tenham se apresentado ao vivo. Isso seria Austrália, América do Sul, sudeste asiático etc”, explicou a artista de 45 anos. A vinda dela ao país foi possível graças ao Burger King, uma marcas que têm investido no patrocínio da parada LGBT.

Para a cantora, a Spice World 2019 foi a melhor turnê da carreira da girl band. “Acho que era a maneira que queríamos nos expressar. Queríamos que fosse nostálgico para os fãs, mas que também fosse moderno para funcionar no ambiente atual do entretenimento.”

A relação de Mel C com o Brasil se intensificou no ano passado, quando um encontro com fãs em São Paulo foi mais intenso do que ela esperava. “A recepção que eu tive aqui ano passado foi insana. Parecia que eram os anos 90 de novo. Nunca vou esquecer aquela viagem. É uma memória incrível.”

Os shows em São Paulo iniciam uma turnê de Mel C com o Sink The Pink que passará por oito cidades durante eventos LGBT. Em seguida, a inglesa deve finalizar seu oitavo álbum solo. “Será mais eletrônico. Meu último álbum ‘Version of Me’ já tinha essa pegada, então quero explorar mais esse caminho. Tenho sido DJ bastante ultimamente, então isso me influenciou também.”

Veja também

Luan Santana é convidado para participar de ‘A Dona do Pedaço’

Tática da nova defesa de Najila é tentar colocar Neymar como “vidraça”

Meghan e Harry já preparam o batismo de Archie na capela St. George

Na Audio, Mel C misturou músicas de sua carreira solo, como “Never Be the Same Again” e “I Turn to You”, com canções do projeto com o Sink the Pink. Os fãs também curtiram dois hits das Spice Girls, “2 Become 1” e “Say You’ll Be There”, em que as drag queens se vestiram como as outras Spice Girls.

Em umas das interações com os fãs, Mel C disse que estava “chateada” com as “coisas estranhas que estavam acontecendo no Brasil”. E acrescentou que “temos que caminhar para frente, não para trás”. Em seguida, a plateia ecoou gritos de “Ele não”.

 

(*) Com informações da Folhapress

Faça um comentário