Paulo Coelho e Patrícia Pillar saem em defesa de Felipe Neto

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

29 de setembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Paulo Coelho e Patrícia Pillar saem em defesa de Felipe Neto

A polêmica sobre a Bienal do Livro e Felipe ganhou mais um capítulo. Após afirmar que está sendo ameaçado, o youtuber recebeu apoio nas redes sociais

Paulo Coelho e Patrícia Pillar saem em defesa de Felipe Neto
Divulgação

A polêmica história sobre a Bienal do Livro no Rio de Janeiro e Felipe Neto ganhou mais um capítulo nesta terça-feira, 17. Após afirmar que está sendo ameaçado e que teve de tirar a própria mãe do Brasil, o youtuber recebeu apoio de personalidades por meio das redes sociais.

“Infelizmente a notícia é real. As ameaças se intensificaram e estamos montando um documento para dar entrada na polícia. Já tirei minha mãe do Brasil e estou vivendo com o mínimo possível de exposição”, disse Felipe Neto na segunda-feira, 16.

“Não brinca com milicianos. Está fazendo o certo, mas realmente não se exponha. Qualquer coisa, pode vir até aqui – Genebra é super vigiada por causa dos muitos corpos diplomáticos. Se precisar, me acione”, escreveu Paulo Coelho no Twitter. Felipe Neto respondeu: “Querido, você não faça ofertas assim que amanhã eu tô batendo na sua porta”.

Tudo começou quando o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, decidiu fazer uma busca na Bienal do Livro no Rio de Janeiro após saber que uma HQ da Marvel tinha uma ilustração de um beijo entre dois rapazes. “Livros assim precisam estar embalados em plástico preto, lacrados e do lado de fora. A prefeitura está protegendo os menores da nossa cidade”, disse Crivella na ocasião.

A ação foi comentada inclusive pelo ilustrador britânico Jim Cheung – um dos autores da HQ Vingadores: A Cruzada das Crianças, obra que foi a preocupação central do prefeito do Rio. “Eu não sei o que causou o prefeito a perseguir um trabalho de uma década atrás, que já está à venda há muitos anos, mas posso dizer honestamente que não houve nenhuma motivação escondida ou agenda para promover qualquer estilo de vida, nem mirar uma única audiência”, afirmou Cheung.

Diante do recolhimento da publicação da Marvel, Felipe Neto reagiu e anunciou, nas redes sociais, que iria comprar 14 mil exemplares de livros com conteúdo LGBT para distribuir no evento. Após a polêmica na Bienal e depois de anunciar que estaria sofrendo ameaças, além do escritor Paulo Coelho, outras personalidades se posicionaram, como a atriz Patrícia Pillar. “No que puder ajudar, estou perto!”, avisou.

Felipe Neto tem quase 35 milhões de inscritos apenas no canal que mantém no Youtube. 

(*) Com informações do Conteúdo Estadão

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading