Incontinência urinária de esforço pode exigir tratamento multidisciplinar

US - R$ 4,19

×

Incontinência urinária de esforço pode exigir tratamento multidisciplinar

A grande vantagem do tratamento multidisciplinar é que pessoas acometidas desse problema não precisam mais passar por cirurgias

Mais comum entre as mulheres, a incontinência urinária de esforço pode estar associada, por exemplo, à obesidade, ao número de gestações, menopausa e até ao popularmente conhecido útero caído (prolapso uterino), alteração caracterizada pela exteriorização do útero pelo canal vaginal. O cirurgião urologista da Urocentro Manaus, Dr. Giuseppe Figliuolo, explica que o tratamento pode ocorrer de forma multidisciplinar, incluindo um especialista em ginecologia.

Pesquisas recentes apontam que cerca de 40% das mulheres na menopausa, apresentam algum tipo de perda involuntária de urina. Para alguns casos, há a indicação de fisioterapia para o fortalecimento dos músculos pélvicos. Em casos mais extremos, a indicação é cirúrgica.

Já nos casos de prolapso uterino, as mulheres são assintomáticas, na maioria das vezes. Mas, as que apresentam sintomas, podem sofrer com pressão, peso, sensação de algo saindo pela vagina e até observar que algo está saindo pelo canal vaginal.

“A incontinência urinária de esforço, quando agravada, pode ser tratada, por exemplo, através de cirurgia multidisciplinar, que inclui a colocação, por um urologista, de um sling (tela que mantém a uretra na posição adequada, evitando a perda de urina). Se a mulher também sofrer de útero caído, o procedimento pode ser associado à correção do prolapso uterino, abordagem mais comum à ginecologia”, destacou.

A grande vantagem do tratamento multidisciplinar é que pessoas acometidas pelos dois problemas, simultaneamente, não precisam mais passar por duas cirurgias para a correção e melhoria da qualidade de vida.

“Trata-se de uma cirurgia simples, com incisão pequena, sem cicatrizes e com duração de aproximadamente duas horas. Em três semanas, a paciente retorna às suas atividades normais. Na maioria das vezes, a cirurgia é resolutiva e a paciente fica curada, não necessitando outros tratamentos”, frisou o urologista.

Quando ocorre a incontinência?

Figliuolo destaca que a incontinência urinária de esforço ocorre quando há perda de urina durante um esforço físico. “Pode ocorrer na hora da tosse, do espirro, durante as relações sexuais, ao subir uma escada e até durante a prática de exercícios em academia”, explicou.

São alterações que afetam o convívio social e os relacionamentos entre os casais, em algumas situações, incluindo a vida sexual. “Antes, seria necessário um tratamento individualizado para cada problema. Hoje, com a atuação multidisciplinar, que inclui várias especialidades, o paciente sai na vantagem, passando por apenas uma abordagem cirúrgica com mais segurança, o que significa uma terapia menos agressiva”, frisou.

 

(*) Com informações da assessoria

Faça um comentário