US - R$ 3,73

×

Polícia perde provas do estupro que mulher entregou contra Cristiano Ronaldo


O desenrolar da acusação de estupro de Cristiano Ronaldo ganhou um novo capítulo. Dessa vez, a polícia perdeu as provas que a norte-americana Kathryn Mayorga entregou quando fez a denúncia, em 2009, de acordo com informações do jornal ‘Der Spiegel’.

Segundo a publicação, o advogado Leslie Stovall contou que além das declarações, o vestido e a roupa íntima usada pela vítima foram entregues à polícia, mas desapareceram.

O jornal divulgou ainda imagens do acordo assinado em 12 de janeiro de 2010 entre o craque português e a ex-modelo. Nele está escrito que a norte-americana deve manter sigilo sobre os acontecimentos de Las Vegas, recebendo um valor de, aproximadamente, 325 mil euros como pagamento. De acordo com a revista alemã, o documento divulgado é verídico, pois contém assinaturas de ambos os envolvidos.

“Estes são trechos de alguns documentos nos quais a equipa de investigação da Spiegel baseia histórias. Não há razão para duvidar da autenticidade dos documentos. Mesmo os advogados de Cristiano Ronaldo não fizeram isso até agora”, disse o diário em uma publicação datada de sábado.

O advogado de Cristiano Ronaldo, Carlos Osório assinou o documento em nome de Cristiano Ronaldo, além de outros dois advogados, sendo um deles Richard Wright.

*Informações retiradas de ODia

Faça um comentário