Keiko Fujimori alega irregularidade e pede anulação de 200 mil votos

Faltando 1% dos votos para se encerrar a apuração do segundo turno, Pedro Castillo continua à frente
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 10 de junho de 2021 – 11:07
Keiko Fujimori

PERU – A candidata à Presidência do Peru, Keiko Fujimori, pediu a anulação de 802 cadernos eleitorais – cerca de 200 mil votos – sob acusações de irregularidades e “fraude na mesa de voto”. Apenas a quantidade de 1% dos votos (aproximadamente) ainda não foi contada.

A candidata de direita, que está em vias de perder a eleição de domingo passado (6) por cerca de 70 mil votos para o candidato da ala esquerda, Pedro Castillo, fez o pedido à Comissão Nacional de Eleições (JNE), insistindo na revisão da contagem de votos.

Leia mais: Esquerda brasileira comemora vitória de Castillo no Peru

“Essas 802 fichas de totalização representam 200 mil votos e devem ser retiradas da totalização nacional”, disse Keiko, de 46 anos, filha do ex-presidente Alberto Fujimori, que está preso por abusos de direitos humanos e corrupção.

Pedro Castill, de 51 anos, é filho de camponeses e prometeu reformular a Constituição e as leis de mineração do Peru.

(*) Com informações da Agência Brasil

Para saber mais, acesse: https://bit.ly/2SpViRh

Keiko Fujimori alega irregularidade e pede anulação de 200 mil votos

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap