Agência do Bradesco é autuada por demora nas filas e falta de senha - Amazonas1

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

28 de setembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Agência do Bradesco é autuada por demora nas filas e falta de senha

As infrações foram constatadas pelas equipes da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (CDC/Aleam) e do Procon-AM

Agência do Bradesco é autuada por demora nas filas e falta de senha

Com extensas filas, dentro e fora da agência e, muitas vezes faltando senha digital, a agência do Bradesco, localizada no bairro Cachoeirinha, foi autuada por extrapolar o tempo limite para atendimento previsto em legislação.

Leia mais : Bradesco e Caixa são multados por não terem dinheiro em caixas rápidos no interior

As infrações foram constatadas pelas equipes da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (CDC/Aleam) e do Procon-AM durante fiscalização realizada na manhã desta terça-feira (11).

De acordo com o presidente da CDC/Aleam, o excesso de  reclamações sobre demora no atendimento e ausência de distribuição de senhas aos clientes,  registradas na Comissão, motivou a ação que ocorreu na agência localizada na avenida Costa e Silva.

“Os bancos devem aprender a respeitar a lei e os direitos dos consumidores. Há uma legislação em vigência que exige a distribuição de senhas, com identificação de data e hora, e limita o tempo de espera nas filas. E, no que depender dos órgãos de defesa do consumidor do Estado, essa legislação será cumprida, seja por meio de fiscalização, autuação ou notificação”, afirmou João Luiz (Republicanos), presidente do CDC/ALE-AM.

Na ação, o assessor jurídico da CDC, Paulo Kolenda, relatou que a fiscalização flagrou clientes em uma extensa fila, dentro e fora da agência, aguardando por atendimento, além de constatar que a máquina de senha não estava funcionando.

“Treze minutos após a chegada das equipes de fiscalização, a máquina de senha voltou a funcionar. No entanto, funcionários do banco distribuíram as senhas a esmo, fora de sequência, tornando sem efeito o propósito do documento, que é registrar o horário de chegada e saída, bem como contabilizar o tempo de espera na fila”, explicou Kolenda, ao comentar que, mesmo após a distribuição de fichas, os consumidores aguardaram de 30 a 52 minutos para serem atendidos.

“Quando chegamos à agência, por volta das 9h15, ouvimos relatos de pessoas que estavam na fila desde as 7h. Isso nos leva a crer que muitos consumidores levaram até três horas para serem atendidos”, ressaltou Kolenda.

O chefe de fiscalização do Procon-AM, Pedro Malta, informou que, após solucionar a questão das senhas, as equipes permaneceram no local para verificar se, realmente, a agência iria atender dentro do prazo legal. “Como isso não ocorreu, a agência foi autuada por não disponibilizar a senha ao consumidor e por ter extrapolado o tempo limite regulado na legislação para atendimento”, explicou Malta.

Ainda segundo Malta, a agência terá 15 dias para responder à autuação.

 

(*) Com informações da assessoria

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading