Bebê trocado pela mãe por bebida é colocada para adoção | | Amazonas1

US - R$ 5,10

×

Bebê trocado pela mãe por bebida é colocada para adoção

a mulher que estava com Ana Beatriz já tinha criado um vínculo afetivo com a bebê. (Foto: Divulgação)

Manaus*

A Policia Civil do Amazonas, encontrou na manhã de ontem (27) a bebê Ana Beatriz, que estava desaparecida há cinco dias. A criança havia sumido nas proximidades de um bar localizado na feira Manaus Moderna, no centro da capital.

De acordo com a titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), Juliana Tuma, a menina foi trocada pela mãe Ana Alice de Freitas Marques (35) por uma dose de bebida e agora será encaminhada para um abrigo de adoção.

A mãe da bebê foi denunciada por meio do Conselho Tutelar da Zona Sul após o sumiço da criança. Segundo a delegada, membros do Conselho relataram que a mãe da bebê seria uma espécie de moradora de rua, e que não estava mais sendo vista com essa bebê, e então o caso começou a ser tratado como um desaparecimento.

Ainda segundo a delegada, a mulher precisava ser responsabilizada e, também, prestar esclarecimentos acerca do sumiço da filha. Ana Alice foi conduzida à especializada, onde relatou, inicialmente, que teria sofrido um ataque epilético e, por conta disso, uma pessoa teria levado a filha dela. Em seguida a mulher afirmou que havia trocado a filha por uma dose de cachaça e que a bebê estaria com um casal de moradores de rua.

De acordo com Juliana, Ana Alice admitiu que realmente havia trocado a filha dela por uma dose de bebida alcoólica, mas ela não sabia para quem, e a partir que foi solicitado o apoio da Assessoria de Imprensa da Polícia Civil para divulgar as imagens dessa bebê à imprensa local, para que as pessoas que soubessem de alguma informação sobre o paradeiro da bebê nos ajudassem a encontrar Ana Beatriz.

Segundo a delegada, na manhã de ontem, por volta das 8h30, a auxiliar de serviços gerais Rosilene da Costa Assunção (32), esteve na especializada para informar que estava com Ana Beatriz. As equipe da unidade policial se deslocaram até a residência de Rosilene, na Comunidade Nova Vitória, bairro Gilberto Mestrinho, zona Leste da cidade, e levaram a bebê para a especializada, para os procedimentos cabíveis.

A auxiliar de serviços gerais relatou que a criança foi entregue à ela pela própria mãe, há cerca de dois meses. Rosilene ressaltou que na ocasião a bebê estava chorando de fome, em estado de subnutrição e, ainda, que Ana Alice estava oferecendo a filha para as pessoas que moravam ou trabalhavam no bairro Centro. Muito emocionada, a auxiliar de serviços gerais disse como tudo aconteceu.

Ao longo da coletiva, a delegada Juliana Tuma informou que toda família de Rosilene já tinha criado um vínculo afetivo com a bebê.

Rosilene será orientada a entrar com pedido de guarda temporária e, posteriormente, por intermédio da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), aguardar o processo de adoção. Enquanto isso, a bebê será levada para um serviço de acolhimento institucional”, explicou a titular da Depca. 

Para finalizar, Tuma informou que Ana Alice foi indiciada por prometer ou efetivar a entrega de filho ou pupilo a terceiro, mediante paga ou recompensa, crime previsto no Artigo 238 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).     

 

(*) Com informações da Assessoria 

Faça um comentário