Bica entra na discussão sobre a Amazônia na marchinha de 2020

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

1 de outubro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Bica entra na discussão sobre a Amazônia na marchinha de 2020

Neste ano, a Bica vai à rua no dia 15 de fevereiro, sábado magro de carnaval, ao lado do reduto dos “Biqueiros”, o Bar do Armando, na Rua 10 de Julho

Bica entra na discussão sobre a Amazônia na marchinha de 2020

Com a Amazônia no centro da discussão mundial, a Banda dos Integrantes da Confraria do Armando (Bica), bloco carnavalesco mais tradicional de Manaus, decidiu, com a marchinha oficial do carnaval deste ano, levar para as ruas a discussão e alertar para a necessidade de preservar a floresta.

De acordo com Márcia Armando, que faz parte da organização da Bica, o tema foi definido em uma reunião com todos os membros da banda. “Fizemos uma reunião em que foram apresentados vários temas e esse ano escolhemos falar sobre o meio ambiente, que é uma questão importante, e sem deixar de abordar a questão politica que envolve o tema”, explicou.

A marchinha inicia com um recado direto “Não, não mate a mata, por favor”, uma referência à clássica toada do Boi Garantido, “Lamento de Raça”. A irreverência e referências políticas na letra surgem quando a ativista Greta Thunberg é lembrada. “A letra chama a Greta de pirralha, uma clara referência ao presidente Jair Bolsonaro, que a chamou assim há pouco tempo. Também quisemos brincar com o fato dela se posicionar contra as queimadas na Amazônia e não fazer o mesmo com os incêndios na Austrália”, afirmou Márcia.

Segundo Márcia Armando não é a primeira vez que a Bica utiliza o meio ambiente como tema de uma marchinha que acaba abordando a política como pano de fundo. “Em uma das edições anteriores, falamos sobre o meio ambiente e satirizamos uma declaração do então governador Gilberto Mestrinho sobre a matança de jacarés no interior do Estado. Já aconteceu em vários outros anos de abordarmos temas, que invariavelmente falávamos de política de forma geral, mas não de um ou outro político específico”, explicou a organizadora do tradicional bloco carnavalesco.

Desfile

Neste ano, a Bica vai à rua no dia 15 de fevereiro, sábado magro de carnaval, ao lado do reduto dos “Biqueiros”, o Bar do Armando, na Rua 10 de Julho, Centro de Manaus. “Pretendemos fazer dois ensaios antes da Bica ir à rua, provavelmente no dia 30 de janeiro e 6 de fevereiro, mas não está confirmado ainda”, finalizou Márcia.

 

(*) Com informações da assessoria

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading