Cadelinha atropelada é resgatada e salva por veterinários

US - R$ 4,19

×

Cadelinha atropelada é resgatada e salva por veterinários

De acordo com os veterinários, ela estava com sangramento da lesão da pata. Foi preciso ser feito sutura e curativo para acalmá-la

Cadelinha encontrada há mais de uma semana recebeu tratamento em uma clínica de Manaus.

Encontrada no dia 10 de outubro por populares em frente ao Centro de Instrução de Guerra e Selva (Cigs), no bairro São Jorge, na Zona Oeste de Manaus, uma cadelinha teve que contar com a solidariedade e apoio de cerca de 30 pessoas, entre veterinários a apaixonados por animais. Ela havia sido atropelada e estava sangrando muito.

Um trabalho rápido e de muita atenção precisava ser feito para salvar a cadela. Ela foi resgatada e imediatamente foi levada para uma clínica de animais. Iniciava-se aí, uma luta contra o tempo.

“Foi feito um atendimento de emergência. Ela estava com uma lesão na pata esquerda, fazendo com que os nervos estivessem aparecendo. O animal foi para a internação tomando antibiótico (antiinflamatório)”, conta o estudante de medicina-veterinária João Sarmanho, que foi um dos responsáveis pelo resgate da cadelinha.

De acordo com os veterinários, ela estava com sangramento da lesão da pata. Foi preciso ser feito sutura e curativo para acalmá-la. O médico-veterinário solicitou um exame de imagem (raio x) e a cadelinha foi diagnosticada com uma fratura no osso calcâneo. Por isso, ela precisava passar por uma cirurgia que fizesse com que ela voltasse a andar.

Nas redes sociais, uma grande mobilização foi iniciada, a quantia que precisava ser arrecada era de R$ 1.110,00. João Sarmanho, funcionário de uma clínica veterinária no bairro Parque das Nações, que está a frente do projeto ‘Protetores dos Animais’, conta que foi realizado uma vaquinha online e em uma semana foi arrecadado R$ 1.288,00, através de doações. Ele possui uma conta no Instagram que visa ajudar animais em estado de vulnerabilidade.

“Quando eu vi a foto dessa cadelinha jogada na parada de ônibus, me partiu o coração e rapidamente passou um filme. Refleti que não podemos deixar de ser leais a quem nos ama”, diz Sarmanho em sua rede social.

Ele relata ainda que quando começou a trabalhar com a causa animal, percebeu que os animais de rua não tinham as mesmas oportunidades dos animais domésticos e isso fez com que ele buscasse cada vez mais ajuda a esses animais.

Projeto ganha credibilidade através de transparência

João Sarmanho enfatiza que todas as vaquinhas realizadas pelo projeto ‘Protetores dos Animais’ é transparente. Pois com isso, o trabalho ganha mais credibilidade e mais pessoas passam a confiar nas ações do grupo.

“Para quem conhece o meu trabalho, sabe que a vaquinha é transparente. Nós fizemos um trabalho intensivo em cima da transparência. Cada centavo que era depositado, batíamos print, pegava o comprovante, o Instagram da pessoa, pegava o contato e íamos montando uma planilha que os voluntários da nossa ação fazem. E com isso a gente consegue êxito num tratamento de mais qualidade para os animais de rua, pois sabemos que com a transparência dos valores, nossas ações ganham ainda mais credibilidade”, diz.

Esperança de um novo lar

A cadelinha Vandinha, nome dado carinhosamente pelo estudante à cadelinha, não voltará para às ruas. Uma campanha esta sendo realizada para encontrar uma família que possa adotá-la.

Faça um comentário