Cai liminar que abriu salão de beleza de Mishelly Carrate
A + A -

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

4 de junho de 2020
Site auditado pelo

Redes Sociais

[email protected]

Cai liminar que abriu salão de beleza de Mishelly Carrate

Filha da vereadora Glória Carrate alegou na Justiça que seu salão de beleza era atividade essencial durante a pandemia

Cai liminar que abriu salão de beleza de Mishelly Carrate

Apenas dois dias após ter autorização para abrir o salão de beleza Sempre Bella, a filha da vereadora Glória Carrate, a empresária Mishely Carrate, terá que fechar as portas novamente. A decisão é do presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), Yedo Simôes, publicada nesta sexta-feira, 22.

Na última quarta-feira, uma decisão liminar concedida pelo juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública do Amazonas, Cezar Luiz Bandeira, autorizou a abertura do salão. A filha da vereadora alegou na Justiça que o salão é atividade essencial reconhecida pelo Decreto Federal n.º 10.344/2020 publicado pelo presidente Jair Bolsonaro no início de maio.

Leia mais: Juiz autoriza abertura do salão de beleza de Mishelly Carrate

A Procuradoria Geral do Município (PGM) entrou com recurso contra a decisão do juiz Cezar Luiz Bandeira alegando que a abertura do salão “gera risco de grave lesão à saúde pública, desrespeitando recomendação da Organização Mundial da Saúde quanto à necessidade de distanciamento social”.

Em sua decisão, Yedo Simões aceita as alegações do município e determina o fechamento do salão “até o proferimento de decisão definitiva” pelo Plenário do TJAM. “A urgência na concessão da medida repousa na iminente reabertura do estabelecimento, se já não ocorreu, e a potencial transformação do estabelecimento em um vetor de espalhamento da COVID-19”, afirma o desembargador.

Leia a íntegra da decisão que mandou fechar o salão de Mishelly Carrate

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias