Chuvas intensas em Manaus trazem à tona um problema: bueiros que causam mortes

US - R$ 4,19

×

Chuvas intensas em Manaus trazem à tona um problema: bueiros que causam mortes

Prefeitura afirma que está realizando ações, como desobstrução desses espaços e drenagens profundas, mas não soube informar o total de bueiros existentes na cidade

Nos últimos dias têm chovido bastante na cidade de Manaus (Foto: Divulgação)

Em menos de 2 meses, entre setembro e outubro deste ano, Manaus registrou 58 ocorrências de desabamentos e 50, de alagações. Os dados são da Defesa Civil do Município e revelam uma preocupação até então oculta: os bueiros entupidos e sem tampa, que atormentam a população neste período intenso de chuvas, causando várias mortes na cidade por conta das alagações.

No dia 27 de setembro deste ano, por exemplo, um homem de 45 anos morreu afogado após cair num bueiro sem tampa e ser arrastado pelas águas da chuva até a rua Berimbau Baiano, no bairro Zumbi, na Zona Leste de Manaus, onde o corpo foi encontrado pelos moradores da área. O volume de chuva naquele dia, que era uma sexta-feira, foi de 107 mm, sendo que a média histórica para setembro é de 74 mm, segundo informações do Instituto de Metereologia (Inmet).

Procurada pelo Amazonas1, a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) não informou número de bueiros existentes nessa situação em Manaus e, limitou-se a informar que, assim como a Defesa Civil, “atua no serviço de prevenção, com ações efetivas, como desobstrução de bueiros, desassoreamento de igarapés, implantação de drenagem profundas de águas pluviais, implantação de muro de arrimo, dragagens em igarapés, além da retirada de lixo doméstico do leito dos rios”.

À reportagem, a Defesa Civil informou que medidas são tomadas durante o ano todo para que a população não seja prejudicada com as fortes chuvas. 

Faça um comentário