US - R$ 4,04

×

Em Manaus, cheia do Rio Negro deve afetar mais de 2 mil famílias

O Auxílio-Aluguel  vai ser liberado somente após o município decretar Estado de Emergência, que só deve ocorrer após a cota do rio chegar acima de 29 metros


A operação “SOS Enchente 2019” realizou um levantamento, ao longo da semana, e detectou 2.271 famílias residentes nas áreas que devem ser afetadas pela cheia, em Manaus. Segundo a Defesa Civil, 15 bairros da capital são passíveis de alagação.

Defesa Civil do município (Divulgação)

Além das famílias, também foram vistoriadas as estruturas das moradias, monitoramento de doenças híbridas e descarte de lixo nas áreas afetadas pelo fenômeno. A  ação foi realizada pela Defesa Civil do município, em parceria com a Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc).

Na primeira etapa do levantamento, as residências com risco de alagação foram identificadas para posterior concessão do Auxílio-Aluguel, no valor de R$ 600, pago em duas parcelas mensais de R$ 300, além de benefícios eventuais – cesta básica, rede, colchão e lençol. O Auxílio-Aluguel  vai ser liberado somente após o município decretar Estado de Emergência, que só deve ocorrer após a cota do rio chegar acima de 29 metros.

Rio continua enchendo

O pesquisador do Inpa, Jochen Schöngart, fez um alerta sobre a previsão da cheia para 2019, com base em um modelo matemático desenvolvido por ele próprio. Segundo os estudos, o Rio Negro deve atingir o nível de 29,04 metros, com margem de erro de 30 centímetros para cima ou para baixo, o que já é considerado cota de emergência.

No último registro, realizado na quinta-feira(18), o Rio Negro atingiu a cota de 26,89m, quatro centímetros a mais que o dia anterior.  A maior cheia histórica registrada em Manaus foi no ano de 2012, quando a cota chegou a 29,9m.

Prevenção

A operação “SOS Enchente” vai garantir a prevenção e a antecipação do atendimento às famílias que anualmente sofrem por conta do fenômeno da cheia. Conforme o Departamento de Operações da Defesa Civil, todos os bairros da cidade de Manaus passíveis de alagação são: Tarumã, Mauazinho, São Jorge, Educandos, Raiz, Betânia, Presidente Vargas, Colônia Antônio Aleixo, Aparecida, Centro, Santo Antônio, Cachoeirinha, Glória, Compensa e Puraquequara

Faça um comentário