US - R$ 3,74

×

Projetos que criam novas vagas na Semsa seguem para sanção do prefeito

Ainda não há uma data definida para a realização do concurso público, mas a expectativa é de que o edital seja lançado ainda no segundo semestre

Os projetos de Lei de números 195 e 195/2019, que favorecem a criação de novos cargos na Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), foram aprovados por unanimidade na terça-feira, 18, na Câmara Municipal de Manaus (CMM). Os projetos seguem para a sanção do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto.

Os projetos almejam criar cargos com jornada de trabalho específicas de 40 horas semanais, com o objetivo de redistribuir o quantitativo de vagas, bem como redefinir as atribuições de determinados cargos da Semsa.

A mensagem, enviada pelo prefeito Arthur Neto à Casa Legislativa, ressalta que determinados cargos da estrutura organizacional da Semsa necessitam ter jornada semanal de 40h para suprir a vacância de servidores em razão de aposentadoria, falecimento, exoneração, demissão e etc.

A recomposição de recursos humanos ocorrerá por meio de concurso público, como preceitua o art. 37, II, da CF/88, os quais passarão a compor o quadro de cargos da Secretaria Municipal de Saúde, dando ênfase à área administrativa e primordialmente à área finalística.

O PL 195/2019 dispõe sobre os cargos cargos de provimento efetivo da Semsa. Já o projeto 196/2019 pretende criar novos cargos de especialista em Saúde-Médico.  Os PLs seguiram para análise da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

Ainda não há uma data definida para a realização do concurso, mas a expectativa é de que o edital seja lançado ainda no segundo semestre.

Durante a reunião em plenário na terça, foi citado que inicialmente, o projeto de lei enviado pela Prefeitura de Manaus sequer contemplava vagas para farmacêuticos. Mas uma união em prol da categoria teve resultado satisfatório e pode ser considerada uma vitória para os farmacêuticos do Amazonas.

O vereador Marcelo Serafim, que é farmacêutico e presidente da Comissão de Saúde da CMM, uniu-se ao vereador Coronel Gilvandro Mota e ao Conselho Regional de Farmácia do Amazonas (CRF-AM) para atuar nas negociações pela abertura das vagas.

Nesse processo, o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi foram sensibilizados pelos argumentos em prol dos farmacêuticos, garantindo a ampliação do quadro.

A articulação foi inclusive destacada pelo presidente da CMM, Joelson Silva, como uma importante conquista da categoria e harmonia entre poderes para a realização desse concurso.

 

 

 

Faça um comentário